qua, 17 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Como a catástrofe do RS pode prejudicar o turismo na Fronteira?

Secretária do Turismo fala sobre o impacto da catástrofe na atividade econômica da cidade
Parque Internacional Foto: Marcelo Pinto/AP

O Rio Grande do Sul está vivendo a maior catástrofe já registrada na história do Estado, resultando em municípios tomados pelas enchentes e comunidades desabrigadas. Com isso, inúmeras atividades de lazer foram postergadas, dentre elas, o turismo, atividade essencial para a circulação econômica da Fronteira.

Com o cenário que o Estado está vivendo atualmente, ocasionado pela catástrofe climática, como consequência, há a diminuição do fluxo de turistas, pela dificuldade de acesso das estradas, crise financeira instalada e inconveniente momento para a atividade.

Preocupada com o município, Sandra Pontes, secretária do Turismo de Sant’Ana do Livramento, lamentou as vidas que foram levadas e as histórias que foram perdidas e falou sobre o impacto na economia. “Agora teremos que esperar essas águas baixarem, estradas se estruturarem novamente, para termos o real panorama do impacto dos turistas ou não em nossa cidade”, disse.

A secretária explicou que o Turismo é o meio de desenvolvimento de Sant’Ana do Livramento. “Movimenta os postos de combustíveis, hotéis e comércio, auxiliando diretamente na economia da nossa cidade”, declarou Sandra Pontes.

Lorenzoni e Camozzato oficiam MP de Contas sobre projetos do governo que reestruturam carreiras

Os deputados Rodrigo Lorenzoni (PL) e Felipe Camozzato (NOVO) protocolaram na tarde desta quarta-feira (17), no Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, ofício alertando o Procurador-Geral Ângelo Borghetti sobre possível manobra fiscal imprudente e gestão temerária por parte do governador Eduardo Leite.   A decisão de recorrer ao MPCRS foi tomada após os deputados conhecerem