seg, 24 de junho de 2024

Variedades Digital | 22 e 23.06.24

“Finalmente o governador teve sensibilidade”, diz Lorenzoni, sobre revogação dos decretos que encarecem cesta básica

Na manhã desta terça-feira, o governador Eduardo Leite, em reunião com deputados, anunciou que vai revogar os decretos que retiraram incentivos fiscais de 64 setores econômicos, incluindo de produtos da cesta básica dos gaúchos, no dia 1º de maio. O deputado Rodrigo Lorenzoni, autor do Projeto de Decreto Legislativo que estava tramitando na Assembleia Legislativa para sustar esses decretos, se manifestou nas redes sociais e elogiou o recuo do governador.

“Desde o anúncio desses ‘decretos do fim do mundo’, temos alertado para a crueldade dessas medidas. Entramos com o pedido de PDL, justamente porque não aceitamos aumento de impostos e a retirada de benefícios significava aumento de impostos também. E ainda se tratava de aumentar a cesta básica, os produtos essenciais que vão à mesa dos gaúchos. Não conseguimos o primeiro parecer favorável da relatora na CCJ, mas nosso recurso teve a aprovação do parlamento no Plenário. Não tenho dúvidas de que agora, com a grave situação que estamos enfrentando, a Assembleia Legislativa sustaria os decretos. Felizmente, o governador recuou e, depois de muitos dias vendo esse sofrimento todo dos gaúchos, teve a sensibilidade de recuar e anunciar a revogação”, afirmou Rodrigo.

O líder da bancada do Partido Liberal disse que não foi em vão toda mobilização do parlamento e da sociedade contra o aumento de impostos. Para Lorenzoni, “em plena calamidade pública, nos parece importante ver a cesta básica e os alimentos essenciais mais baratos. Enfim, o governador compreendeu o quão desumano estava sendo nesse momento tão difícil para os gaúchos”.

Foto Rodrigo Savedra

Banrisul firma acordo para atender clientes servidores públicos estaduais e municipais diretamente atingidos pela enchente conforme Mapa Único do Plano Rio Grande

O Banrisul e o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul e a Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul, com a participação do Procon RS e do Procon do Município de Porto Alegre assinaram um acordo que prevê a prorrogação de operações de crédito consignado de servidores públicos do Estado e de municípios conveniados ao