qua, 17 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Palestra sobre direitos à saúde e à educação das pessoas com autismo acontecerá em Livramento

O evento será realizado no auditório da instituição Hugolino Andrade
Foto: Maria Laura/AP

Na próxima quinta-feira (25), acontecerá a palestra sobre os Direitos à Saúde e à Educação das Pessoas com Autismo, às 19h. O evento será realizado no auditório Eulália Rosa Barros, no Instituto Hugolino Andrade, com entrada franca, ministrada pela presidente do Movimento Independente das Mães e Amigos dos Autistas, drª Carla Santanna e pela administradora do Instituto Hugolino Andrade, drª Bibiana Barros.

Durante o Jornal da Manhã, Bibiana comentou como surgiu a ideia do encontro. “Após algumas conversas, decidimos realizar a palestra sobre o tema no qual estamos mergulhadas, pois existe muita desinformação e falta de conhecimento tanto pelo transtorno, quanto pelo preconceito que tenta diminuir a importância do autismo e o desconhecimento sobre as leis. Uma coisa que gosto de falar sempre é que os direitos não nos são dados e sim conquistados, nós, como sociedade, temos que somar esforços para tentar melhorar”.

Carla também pontuou sobre os temas que irão abordar na palestra. “Vamos informar para conseguirmos incluir e registrar a aplicação da lei que temos. Na nossa palestra iremos abordar os temas de educação e saúde, que são duas grandes pautas dentro da sociedade atípica, no sentido de que sempre que necessitamos de algo existe entraves, tanto no setor público quanto no privado”.

Lorenzoni e Camozzato oficiam MP de Contas sobre projetos do governo que reestruturam carreiras

Os deputados Rodrigo Lorenzoni (PL) e Felipe Camozzato (NOVO) protocolaram na tarde desta quarta-feira (17), no Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, ofício alertando o Procurador-Geral Ângelo Borghetti sobre possível manobra fiscal imprudente e gestão temerária por parte do governador Eduardo Leite.   A decisão de recorrer ao MPCRS foi tomada após os deputados conhecerem