seg, 4 de março de 2024

Aplateia Digital | 02 e 03.03.24

Última Edição

ASPA alerta maus tratos aos animais

Presidente da instituição aproveitou para reforçar pedidos de doação para a associação
Reprodução: Google Maps

Juliana Lemos, presidente da Associação Santanense de Proteção aos Animais (ASPA), relatou na manhã desta segunda-feira (12), durante o Jornal da Manhã, da Rádio RCC FM, os casos de animais com maus tratos que a instituição recebe diariamente. “Às vezes vamos na casa das pessoas e vemos os cachorros amarrados no fundo do pátio, com a comida estragada, água com musgo. O animal precisa das coisas básicas para viver, de dignidade, ração, água potável e um espaço”.

Atualmente a ASPA é formada por três voluntários, mantém 52 cachorros adultos e 10 filhotes para adoção.

Juliana também destacou o trabalho voluntário que a instituição faz e a importância da ajuda da comunidade para a sobrevivência do projeto. “A ASPA é um trabalho voluntário, não temos como estar 24h, pois temos nossos trabalhos e vida pessoal […] as pessoas têm que se conscientizar que tudo parte da posse responsável, entender que quem é o responsável pelos animais do seu pátio é você, elas acham que temos obrigação de ajudar as pessoas que pegam animais de rua. Tentamos estar disponível 24h, pois sempre fizemos tudo que está ao nosso alcance pela causa animal […] no fim do ano gastamos quase R$ 600 reais com calmante por conta dos fogos […] todos nossos eventos, brechós, pix premiado, são todos para pagar contas veterinárias. Também tentamos destinar uma ou duas castrações ao mês para os animais. É muito importante para a instituição: os mensalistas, o troco do cofrinho e o troco solidário. A ASPA vive de grãozinho em grãozinho”.

No fim da conversa, a voluntária ressaltou a importância de mudarmos nosso pensamento em relação a adoção de animais adultos: “Temos que mudar esta cultura de não adotar animais adultos, pois eles estão cheio de amor”, comentou.