dom, 21 de abril de 2024

Variedade Aplateia | 20 e 21.04.24

Nas Trilhas do Cancioneiro Gaúcho participa do lançamento programa Jovem de Futuro em Porto Alegre

O governo do Estado, por meio de um acordo de cooperação entre a Secretaria da Educação (Seduc) e o Instituto Unibanco, lançou na manhã desta terça-feira (26/9) o programa Jovem de Futuro. O seminário de lançamento está sendo realizado no Centro de Eventos do Barra Shopping Sul e foi aberto pelo governador Eduardo Leite, a titular da Seduc, Raquel Teixeira, e o superintendente executivo do Instituto Unibanco, Ricardo Henriques. O evento faz parte de uma série de ações que vão ocorrer ao longo dos próximos oito anos.

O evento, que contou com a presença de mais de 800 professores e diretores. Por meio de um acordo de cooperação entre a Secretaria de Educação e o Instituto Unibanco, 696 escolas estaduais de 20 Coordenadorias Regionais da Educação irão participar do programa no próximo ano.

Na oportunidade as alunas Cintia Rodrigues Pires ,Giovana Soares Gomes e Gricielle de Castro da Escola Estadual de Ensino Médio Dr Silvio Ribeiro foram convidas para apresentar o projeto Nas Trilhas do Cancioneiro Gaúcho, coordenado pela professora Cibele Shervensquy coma colaboração das professoras Cilene Viviane Duarte, Sandra Arrojo, Silvia Maria de Morais, Andreia Aires Mendonça, e executado por um grupo de alunos do terceiro ano do ensino médio da escola. Durante o trabalho foram selecionados 12 artistas e grupos gaúchos como objeto de estudo e realizadas pesquisas.

Como resultado do projeto, os alunos produziram uma série de entrevistas em conteúdo multi-mídia constituído de um painel de seleção musical, uma parede de quadros com interatividade através do código do QR Code que dá acesso aos vídeos e entrevistas postadas no youtube, além de um livreto contendo as letras das músicas e as histórias dos entrevistados.

Para abrir as atividades, o grupo Orgulho da Raça, da Escola de Ensino Médio Borges de Medeiros, de Encruzilhada do Sul, executou uma série de danças que exaltam a ancestralidade africana.Durante a tarde foram realizadas as apresentações da Escola Silvio Ribeiro, de Santana do Livramento, apresenta a Trilha dos Cancioneiros Gaúchos; a ex-estudante da rede estadual, Luisa Paiva, declamando poesias SLAM; e apresentação do coral da Escola Carlos Bina, de Gravataí.

 

Até quando mulheres serão mortas por serem mulheres?

Revoltante. Esta é uma das palavras que pode ser utilizada para adjetivar os casos de feminicídios que estão acontecendo na Fronteira “da Paz”. Onde está a sociedade quando um crime desses acontece? Sim, sociedade. Apesar dos territórios, sejam eles brasileiro ou uruguaio, terem por dever garantir a segurança dos seus cidadãos, todos que fazem parte da comunidade têm uma parcela