sáb, 25 de junho de 2022

Aplateia Digital 25 e 26/06/22

Última Edição

Dia da Independência da Jordânia: Embaixador Sr. Maen Masadeh concede entrevista

O Embaixador revelou que a distância nunca foi uma barreira na interação entre os dois países
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

No dia 25 de maio se comemora o Dia da Independência da Jordânia, em razão desta data importante, entrevistamos o embaxador da Jordânia, Sr. Maen Masadeh, que falou também sobre a relação entre os países.

Vossa Excelência, felicitações pelo Dia da Independência da Jordânia. O que este dia especial significa para os jordanianos?

Obrigado, Elna, por esta entrevista no dia de hoje.

Hoje marca o 76º aniversário de Independência da Jordânia, ao mesmo tempo em que o país avança pelo segundo centenário desde seu estabelecimento. Um aniversário de conquistas, prosperidade, e paz em um país guiado por uma liderança sábia e de imensuráveis aspirações.

É um dia em que celebramos para honrar o desenvolvimento de um ser humano jordaniano forte, competente, educado e moderado, que possa ficar em seus próprios pés com toda e força, e superar os desafios em prol da dignidade e o futuro da nação.

É um dia para refletir o caminho que tomamos. Um caminho de conquistas quando lembramos com orgulho o que os nossos antecessores alcançaram.

É também uma boa oportunidade para olhar pra o futuro de um país aberto e moderno.

Feliz Dia da Independência a toda a comunidade jordaniana no Brasil e no mundo.

E sobre as atuais relações entre Jordânia e Brasil e perspectivas futuras?

Jordânia e Brasil tem, historicamente, mantido relações diferenciadas desde o estabelecimento das nossas relações diplomáticas em 1959 (há 71 anos atrás) em todos os setores: político, econômico, social e cultural. Relações que só continuaram a prosperar, crescer e florescer, ganhando cada vez mais força, considerando a vontade política de apoio. A comunidade árabe sempre serviu como uma ponte facilitadora da nossa interação sociocultural e econômica, além das crenças que compartilhamos, de tolerância, mente aberta e moderação.

A distância nunca foi uma barreira em nossa interação quando observamos o número alarmante de pessoas que vieram de nossa terra por mais de 2 séculos para fazer morada neste belo e atrativo país.

Nossa relação bilateral cresceu nos últimos anos, apesar dos desafios impostos pela COVID-q9. Em 2020 totalizou 240 milhões de dólares, e em 2021 totalizou 423 milhões, e esperamos muito mais neste ano.

Mesmo assim, isso ainda está abaixo de nossas expectativas e potenciais. A carne bovina brasileira, frango, café e aeronaves são muito apreciadas na Jordânia. Os cosméticos jordanianos, azeite, óleo, tâmaras, temperos, doces, e comida enlatada, entre outros, são produtos competitivos.

Há duas semanas atrás, S.Exª, o Sr. Marcos Montes, ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, Marcos Montes, visitou a Jordânia juntamente com uma delegação empresarial para discutir a diversificação do nosso comércio. As “joint ventures” estavam entre nossos planos bilaterais neste propósito.

Semana passada, uma delegação empresarial jordaniana visitou o Brasil para explorar oportunidades potenciais de negócios.

O Brasil e a Jordânia com seus produtos complementares, são capazes de avançar cada vez mais.

O que o Sr. pode dizer sobre sua estadia no Brasil?

Cheguei nesta linda cidade há sete meses atrás com minha esposa, Suhair e meus filhos, Mohammad e Malak.

Desde que chegamos aqui, notamos que os brasileiros são amigáveis e tem um grande coração. Sentimos a generosidade, recepção calorosa, e sorrisos acolhedores. Sempre que visitamos uma família brasileira, as portas são sempre abertas para nós, e quando partimos, sentimos que somos bem-vindos novamente.

Visitei muitas cidades e lugares, e estou ansioso para poder aproveitar mais o charme deste país hospitaleiro e multicultural. O Brasil é um país onde você realmente se sente em casa.

Claro que jamais encerraria sem antes convidá-los a visitar a Jordânia. Uma terra na qual que você pode encontrar locais sagrados, como o sítio de batismo,local onde Jesus Cristo foi batizado, e o Monte Nebo.

Jordânia é a terra onde os profetas Jesus, Moisés, Jacó, Shoaib, Lute e Mohammad (que a paz esteja com Eles) residiram e faleceram.

Terra onde você pode se encantar com Petra (uma das 7 maravilhas do mundo), pelo Mar Morto (ponto mais baixo da Terra), desfrutar de satisfação espiritual em Wadi Rum e as maravilhas do Golfo de Aqaba. Bem-vindos a Jordânia.

Novamente, agradeço a você, Elna, e te desejo toda a sorte do mundo.

Bastidores – Máquinas para a Hemodiálise

A Administração Municipal deve disparar até o fim deste mês o processo de licitação para compra de nove máquinas para o serviço próprio de hemodiálise, a