qua, 17 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Ação conjunta viabiliza fluxo de cargas pela fronteira com a Argentina

Foto: Everaldo Jacques/Ascom Prefeitura de Uruguaiana

A Prefeitura de Uruguaiana publicou neste domingo (26), decreto municipal nº. 528/2021, que dispõe sobre a instituição da barreira sanitária na área da Aduana Internacional, para procedimentos sanitários de ingresso ao município.
Após encontro ocorrido no Salão Nobre da Prefeitura, entre os representantes do Executivo; de entidades do setor do transporte internacional e do comércio exterior, ficou definida a realização de uma ação conjunta entre os profissionais de saúde da Secretaria Municipal de Saúde, fiscais municipais e guarda municipal.
Nestas ações, que estarão sendo desenvolvidas de segunda-feira (26) até sexta-feira (30), será realizada a aferição da temperatura corporal, análise de sinais vitais e a testagem de COVID-19 para os motoristas argentinos que ingressarem ao país, através da Ponte Internacional. A atividade será mantida diariamente, das 8h às 20h30min. “Buscamos de todas as formas o atendimento às necessidades com os cuidados com a saúde pública em território brasileiro e, ao mesmo tempo, viabilizar o ingresso, através dos canais de importação, das cargas oriundas dos países vizinhos, principalmente as da Argentina”, lembra o prefeito de Uruguaiana, Ronnie Mello.
A aquisição dos testes é custeada de forma integral pela Associação Brasileira dos Transportadores Internacionais (ABTI).
Diante do acordo, a principal alteração no quadro de movimento de transporte na fronteira foi o imediato encerramento do bloqueio ao acesso do Terminal Aduaneiro da BR 290, o que vinha ocorrendo desde a semana passada.

Novas medidas
O governo argentino anunciou uma série de novas regras para a passagem de motoristas de carga pela fronteira com o Rio Grande do Sul, que passam a valer a partir de 1º de maio (sábado).
Entre as medidas anunciadas, está a exigência do mesmo teste de Covid-19 para motoristas brasileiros, argentinos ou de qualquer outra nacionalidade. A validade do teste também aumenta. Antes eram permitidos resultados negativos de 72 horas anteriores para que motoristas brasileiros pudessem entrar no país, agora são sete dias antes da entrada na Argentina.
Por isso, a partir desta segunda-feira (26), a prefeitura de Uruguaiana começou o serviço de testagem dos caminhoneiros que entram no Brasil pela fronteira, o que vai ocorrer até o dia 30, quando começam a valer as novas regras do governo do país vizinho.

Queda no movimento de importação nesta segunda-feira
À tarde o fluxo de caminhões foi pequeno em decorrência de um menor número de liberações de cargas do outro lado da fronteira. Apenas no final da tarde houve um maior fluxo de cruzamento de caminhões entre Paso de Los Libres e Uruguaiana na importação. Já na exportação o fluxo de trânsito teve um desempenho melhor, a partir do trabalho desenvolvido pela Delegacia da Receita Federal em Uruguaiana.
Ao longo de todo o dia não houve registros de problemas com bloqueios do lado brasileiro da fronteira.
Ao final da tarde, um encontro, no local onde estão sendo realizados os exames para os motoristas que ingressam no país, entre o prefeito Ronnie Mello, o delegado da Receita Federal, Claudio Montano, e os representantes da ABTI, Gladis Vincy; e Feaduaneiros, Fábio Ciocca, avaliou como positivo o desenvolvimento das medidas sanitárias adotadas para ingresso em território brasileiro. A tendência é de que aumente o número de caminhões que ingressarão no Brasil, via Uruguaiana, a partir desta terça-feira.
Uma particularidade notada com o trabalho desenvolvido hoje junto à Aduana de Uruguaiana, e de que muitos motoristas argentinos já chegavam ao país portando o exame da Covid-19, seja de forma impressa ou virtual, no próprio celular.

Texto: Everaldo Jacques

Lorenzoni e Camozzato oficiam MP de Contas sobre projetos do governo que reestruturam carreiras

Os deputados Rodrigo Lorenzoni (PL) e Felipe Camozzato (NOVO) protocolaram na tarde desta quarta-feira (17), no Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, ofício alertando o Procurador-Geral Ângelo Borghetti sobre possível manobra fiscal imprudente e gestão temerária por parte do governador Eduardo Leite.   A decisão de recorrer ao MPCRS foi tomada após os deputados conhecerem