seg, 15 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Deputado Ernani Polo recebe alta Hospitalar

Após 17 dias internado no Pavilhão Pereira Filho da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, em função das graves complicações ocasionadas pela covid 19, o deputado estadual Ernani Polo, ex presidente da Assembleia Legislativa, recebeu alta nesta sexta feira (16). O comprometimento dos pulmões superou os 70%, porém não foi necessária a entubação e sim uso de oxigênio constante por praticamente todo o período de internação, que iniciou em 31 de março.

Segundo os médicos Dr José Carlos Felicetti e Dr. Marcelo Bellon, a doença se expandiu rapidamente e, devido ao tratamento realizado no momento certo, foi possível controlar o quadro e evitar a entubação, que esteve muito próxima de ocorrer.

De acordo com os médicos, pela extensão da lesão nos pulmões, o deputado Ernani Polo terá que fazer período de recuperação, com fisioterapia e outros tratamentos para retomar, aos poucos, a capacidade respiratória. O seu tio Cláudio Polo, que também é médico em Santo Augusto, esteve acompanhando o sobrinho por alguns dias no hospital.

O deputado agradece, em seu nome e também da esposa Alessandra, dos filhos Eduardo e Maria Eduarda, familiares e equipe, as orações recebidas, mensagens de carinho e a corrente positiva expressada por muitos amigos nas redes sociais para que ele pudesse se recuperar o quanto antes!

“Foram momentos muito difíceis e dramáticos. A evolução da doença no meu caso foi super agressiva e rápida. Renovo a necessidade para que todos tenham cuidados, respeitem os protocolos, usem márcara, higienizem as mãos, pois isso faz uma grande diferença e, quando sentir algum sintoma, busque imediatamente atendimento e tratamento Não espere. Isso salva vidas.

A equipes médicas fazem de tudo para salvar vidas, o que nem sempre é possível, pois a doença, quando ocorre de forma mais intensa, se comporta praticamente de forma diferente em cada pessoa e isso dificulta muito o tratamento, pois não há um padrão a seguir. Por isso o acompanhamento e o tratamento no período inicial faz toda a diferença.

Registro também a atenção da direção da Santa Casa, através do Provedor Alfredo Englert e do Diretor Geral Dr. Júlio Matos.  Ressalto a qualidade do profissionalismo das equipes dos Drs. José Carlos Felicetti e Marcelo Bellon, que me atenderam, todos exemplares e que estiveram sempre atentos, sendo fundamentais nesse processo, conseguindo segurar a evolução da doença no momento crítico, fazendo a reversão do quadro.

Também agradeço a atenção e o carinho dos Drs. Fernando Lucchese, Carlos Schwartsmann e Antonio Kalil e aos demais profissionais da Santa Casa, desde a limpeza, cozinha e todos os que diariamente se esforçam para ajudar a enfrentar a covid 19.  Além do trabalho profissional exemplar, o carinho e humanismo com que tratam os pacientes me chamou muito a atenção e certamente ajuda na recuperação dos que estão internados.

Pelo que eu passei, digo a todos que é um momento indescritível. Claro que para muitas pessoas os sintomas são leves ou quase inexistentes, mas no meu caso foi super agressivo e assustador. Você cansa para tudo, praticamente perde todas as forças. Para tomar um gole de água ou mastigar um alimento falta ar. Um simples movimento em cima da cama é impossível de fazer sem o uso complementar de oxigênio.

Mas mesmo diante de uma situação dessas, não podemos perder e esperança e desistir da vontade de lutar. Reitero, cuidem-se!

Gratidão a todos!!!!

Ernani Polo
Deputado Estadual

Terra sem-lei

Certamente você já ouviu falar na expressão “terra sem-lei”. A expressão refere-se a um lugar onde todos fazem o querem, sem pensar nas consequências, o que não é o caso do Brasil. O exemplo claro disso é a decisão, desta semana, do juiz Everton Padilha Soares, do Juizado Especial Cível da Comarca de Sant’Ana do Livramento. O magistrado condenou o

Agilidade para liberar renegociação

Só depende de votação do Senado Federal a criação de um REFIS para os débitos contraídos pelos partidos políticos brasileiros em razão de descumprimento de obrigações referentes a prestações de contas, cumprimento de prazos ou ainda por eventual uso indevido de recursos de fundos partidário ou eleitoral. A Câmara dos Deputados já aprovou a PEC que propõe o refinanciamento de