qua, 17 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Livramento chega a marca de 90 mortes por covid

Na semana passada um ato no Parque Internacional chamou a atenção das autoridades sobre o grande número de mortes na fronteira da paz - Matias Moura/AP

Na manhã desta terça-feira (13) a Prefeitura Municipal comunicou mais dois óbitos por Covid-19 e com isso o município chegou a triste marca de 90 mortes pela doença desde o início da pandemia. Segundo o comunicado, as duas vítimas são: uma mulher de 66 anos que estava internada no Pronto Socorro da Santa Casa e possuía as comorbidades e faleceu na segunda-feira (12) e um homem de 59 anos que estava internado na CTI da PRONTOMED e também possuía histórico de doenças.

A reportagem do Jornal A Plateia entrou em contato com a Secretária Municipal de Saúde Caroline Alvez Gomes para comentar a 90ª morte, e em nota ela lamentou profundamente cada uma das vítimas. O município de Santana do Livramento/RS, representado neste ato pela Secretaria Municipal de Saúde, lamenta profundamente as perdas dos munícipes em decorrência do Covid-19, pois são famílias que estão sendo destruídas. Assim, mais uma vez reprisa e vem fazer com que  à população em um todo redobre os cuidados, pois não está sendo fácil para ninguém, equipes médicas encontram-se preocupadas e exaustas.Requer-se encarecidamente que se possível obedeçam os protocolos de combate a essa Pandemia, para que em um futuro, possamos voltar a normalidade, desde que se tenha a contribuição de todos.

Hospital Lotado e vítimas cada vez mais jovens

Em entrevista ao programa Jornal da Manhã da Rádio RCC FM a diretora administrativa do Hospital Santa Casa, Leda Marisa, lamentou as vidas perdidas para a covid e alertou a população sobre a necessidade de redobrar os cuidados neste momento. Pois segundo ela os relatórios apresentados pelas entidades que estão atuando na linha de frente ao combate da pandemia apontam que pessoas cada vez mais jovens estão sendo infectadas e perdendo as suas vidas.

Sobre a capacidade de ocupação da Santa Casa, Leda disse que o atendimento segue em alta.Somente ontem foram atendidas 89 pessoas na porta da Ala Covid e segunda-feira sempre é o dia de maior atendimento aqui. Sobre a ala covid, nós temos disponíveis 24 leitos e temos 25 pessoas internadas. Porque dias atrás uma família teve duas pessoas com a doença precisando internar e daí se colocou duas camas no mesmo cômodo e não conseguimos mais desinstalar essa 25ª força da demanda. Isto bem exemplifica a situação grave que estamos enfrentando”.

Idade do paciente caiu

Segundo dados divulgados pela administradora a idade do paciente covid no município caiu 14%. Isso é uma realidade que muitos pacientes jovens estão acometidos pela doença e precisam internar. Cerca de 20% já tem hoje de pessoas entre 30 e 50 anos aqui no hospital e 14% menos de 40 anos. E se nós formos ver nos registros, ainda os homens são mais acometidos do que as mulheres cerca de 10% em relação as internações.

Sobre a situação do hospital Leda disse que a Santa Casa está operando com toda a sua capacidade com todos os leitos ocupados e com dificuldade de adquirir medicamentos equipamento utilizados para intubação. – Essa é uma grande dificuldade que nós temos. Principalmente para os pacientes intubados ou que precisam passar por esse procedimento para coloca-los em ventilação mecânica. Nós temos um estoque mínimo necessário para utilizar nos nossos pacientes. Mas infelizmente outros diretores de hospitais estão enfrentando a falta desses insumos para garantir a sobrevida de pessoas que estão em estado grave. No nosso caso os planos para buscar esses insumos passam por vários desafios pois eles são medicamentos controlados que estão praticamente escassos em toda a América Latina. No Rio Grande do Sul em especial, no último fim de semana nós vivemos um verdadeiro drama onde houve um grande esforço de todos os profissionais da saúde para garantir a sobrevida dos pacientes internados nos hospitais vizinhos. Infelizmente não conseguimos enxergar ainda no horizonte uma regularidade no fornecimento desses medicamentos pela indústria farmacêutica- lamentou.

Executivo pode estar querendo induzir Legislativo a irregularidade, adverte Lorenzoni

Depois de conhecer a estimativa do governo para o custo do pacote que prevê a reforma nas carreiras do funcionalismo, o deputado Rodrigo Lorenzoni foi à tribuna da Assembleia Legislativa RS, para manifestar suas principais preocupações. A bancada do PL, segundo o líder Rodrigo, “respeita, reconhece a importância do trabalho do servidor público e, da mesma forma, reconhece a legitimidade