qua, 17 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Prefeitura prepara nomeação dos aprovados no concurso da Educação

Força-tarefa já trabalha para dar celeridade ao processo até a próxima semana
Foto: Marcelo Pinto/AP

Está cada vez mais acelerado o trabalho da força-tarefa, responsável pela nomeação dos candidatos aprovados no concurso público da Secretaria Municipal de Educação de Sant’Ana do Livramento. Pelo menos, 165 pessoas devem ser nomeadas na próxima semana pela Secretaria de Administração para que levem a documentação necessária para a posse.

Para isso, a pasta trabalhará com grupos e horários diferentes, necessários para não se formarem aglomerações no Departamento Pessoal do Executivo. Nessa semana, foram assinados os extratos de atos de nomeação dos novos servidores: educadores de séries iniciais; educadores de séries finais; pedagogos; e secretários de escola. Até a próxima semana, será publicado no site da Prefeitura os dias e horários para o comparecimento na Prefeitura.

Confira quantos profissionais devem ser chamados neste primeiro momento:

Professores de Ano Iniciais – 75

Professores de Geografia – 06

Professores de História – 06

Professores de Língua Portuguesa – 07

Professores de Matemática – 07

Professores de Técnicas Agrícolas – 03

Professores de Artes – 02

Professores de Ciências Naturais – 02

Professores de Educação Física – 02

Educadores Especiais – 13

Pedagogos – 04

Secretários de Escola – 16

Serventes I – 13

Serventes II – 08

Engenheiro Mecânico – 01

Lorenzoni e Camozzato oficiam MP de Contas sobre projetos do governo que reestruturam carreiras

Os deputados Rodrigo Lorenzoni (PL) e Felipe Camozzato (NOVO) protocolaram na tarde desta quarta-feira (17), no Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, ofício alertando o Procurador-Geral Ângelo Borghetti sobre possível manobra fiscal imprudente e gestão temerária por parte do governador Eduardo Leite.   A decisão de recorrer ao MPCRS foi tomada após os deputados conhecerem