seg, 15 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Secretaria de Obras e Serviços Urbanos encontra dificuldade para que material já licenciado seja entregue

Secretário afirma que mudanças nos preços dos produtos e a falta de maquinário está dificultando o trabalho da Pasta
Secretário de Obras e Serviços Urbanos, Dilmar Pereira (Foto: Marcelo Pinto/AP)

Nesta sexta-feira (19), o Secretário de Obras e Serviços Urbanos Dilmar Pereira, comentou sobre o cronograma de limpeza da cidade. A Pasta está trabalhando na limpeza do Lago Batuva há três dias. De acordo com o Secretário foi dada uma prioridade inicial às praças da cidade. “Eu sei que não pode se aglomerar, mas tem muita gente que sai, dá uma volta, quer sentar em um lugar arejado, está cansado de estar em casa, principalmente no final de semana e quer tomar um chimarrão com a família e as nossas praças estavam totalmente sem condições”, comentou o Secretário. Após a limpeza do Lago Batuva, será feito cronograma e a montagem de uma força tarefa que começará a tomar os devidos cuidados das calçadas, ruas, podas no centro da cidade e nos bairros, afirmou Dilmar Pereira.

Segundo o Secretário, quando ele assumiu a Pasta em janeiro, a Secretaria tinha apenas uma roçadeira em condições de uso, as outras se encontravam todas estragadas. “Agora já temos um bom número, e também licitamos para a compra de mais roçadeiras com a escova de aço e material adequado para as calçadas”. Ele comenta a dificuldade de concluir as licitações. “É feito todos os contratos necessários e na hora de realizar a entrega acabam dando para trás pela mudança dos preços dos produtos. Eu estou com três e-mails da compra de cimento, ferro e areião que o pessoal está dando para trás, não está querendo aceitar devido à grande mutação, vamos dizer assim, dos preços”, e esclarece que já está sendo feito contato com o Procurador para resolver este problema.

Sobre as ruas do município, o Secretário explica que sabe da demanda das ruas, mas que no momento não tem condições de realizar os reparos já que a Pasta não tem todo o maquinário necessário. De acordo com Dilmar, eles não têm patrola e retroescavadeira. A Secretaria só tem caminhões e um pouco de material para fazer tapa-buracos, e que este material não é de perfeita qualidade. O Secretário explica que nas ruas embalastradas das vilas, o balastro está sendo colocado e quando possível eles tapam algumas valetas e passam o rolo nas vezes em que o maquinário faz a vibração correta, já nas ruas asfaltadas do centro, o trabalho é paliativo.

Queijos produzidos em Livramento conquistam 4 medalhas de ouro no Prêmio Queijo Brasil 2024!

Aconteceu de 7 a 9 de julho, a 7ª edição do Prêmio Queijo Brasil, concurso nacional que todos os anos avalia a produção das agroindústrias do país. Nesta edição, mais uma vez a empresa Terroir da Vigia, especializada na produção de queijo à base de leite de ovelha, esteve concorrendo com seus produtos. Segundo os proprietários da agroindústria santanense divulgaram