qua, 17 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

“Chegamos ao nosso limite de ocupação”, diz administradora da Santa Casa

O Hospital está com os 24 leitos covid ocupados e as duas vagas na UTI preenchidas

A Santa Casa de Misericórdia, assim como todos os hospitais da região, está com todos os seus 24 leitos da ala Covid e 2 de UTI ocupados. A informação foi confirmada pela direção do hospital. Os 100% de ocupação eram temidos por todos os envolvidos no processo de diminuir a contaminação pela doença, sobre tudo os profissionais da área da saúde .

O motivo apontado por especialistas foi um afrouxamento das medidas sanitárias por parte da população. Para a atual diretora da Santa Casa de Misericórdia, Leda Marisa, a situação enfrentada no município é calamitosa e necessita mais do que nunca de um maior cuidado por parte das pessoas pois – se alguém precisar ser internato na ala Covid ou entubado – , hoje não existem numa vaga.

“A situação é muito assustadora e preocupante. O Hospital continua congelado sem poder receber ninguém que seja paciente Covid positivo. Inclusive, aqueles casos que estão em suspeita, a gente também não consegue atender porque todas as alas estão lotadas. O quadro é de extremo. Aquilo que temíamos é o que está acontecendo.  Nós chegamos ao nosso teto. E isso não diz respeito só a direção do hospital e ao executivo, sim a comunidade. É preciso que as pessoas se conscientizem da gravidade do problema e o que isso significa. A Nossa realidade é que se uma pessoa acometida de Covid tiver a necessidade de internar ela não terá vaga. E isso não é um problema só nosso aqui em Livramento, mas todos os hospitais da região , como Alegrete inclusive que vive uma realidade ainda mais greve onde pessoas estão vindo a óbito por não terem onde internar. Pois é importante destacar a responsabilidade de cada um que faça a sua parte , utilizando o álcool gel , lavando as mãos com frequência e utilizando a máscara corretamente. Porque é o cuidado individual de cada um de nós que vai repercutir no coletivo”, destacou administradora da Santa Casa.

Lorenzoni e Camozzato oficiam MP de Contas sobre projetos do governo que reestruturam carreiras

Os deputados Rodrigo Lorenzoni (PL) e Felipe Camozzato (NOVO) protocolaram na tarde desta quarta-feira (17), no Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, ofício alertando o Procurador-Geral Ângelo Borghetti sobre possível manobra fiscal imprudente e gestão temerária por parte do governador Eduardo Leite.   A decisão de recorrer ao MPCRS foi tomada após os deputados conhecerem