qui, 18 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Rede Vivo de supermercados iniciou recrutamento nesta segunda-feira

Foto: Matias Moura

Mais de 500 pessoas aguardaram na fila para entregar seus currículos

Prevista para iniciar às 10h da manhã desta segunda-feira, dia 02, a coleta de currículos pela rede Vivo de supermercados reuniu um expressivo número de candidatos às 60 vagas disponibilizadas pela empresa.

Ao todo, mais de 500 pessoas integravam uma fila que estendia-se por três quarteirões próximos às salas comerciais do edifício Panorama, local onde uma equipe da rede recebeu as fichas dos candidatos e onde, futuramente, estará localizado o empreendimento.

A Reportagem do jornal A Plateia conversou com alguns candidatos que estavam nos primeiros lugares da fila. Eles contaram que, para garantir uma boa colocação na fila, estavam desde a noite do último sábado sentados frente ao prédio. Quando questionada sobre qual a maior dificuldade dessa jornada, uma das candidatas revelou que foi resistir à opressão da população.

De acordo com os relatos da mulher, pessoas passavam gritando e xingando em carros e em determinado momento, pedras chegaram a ser arremessadas na direção do grupo que aguardava pela abertura das portas. A integrante do grupo disse ainda que embora mesmo assim não desistiram por causa da necessidade de garantir uma vaga de emprego.

A reportagem completa, com depoimentos e mais informações você confere na edição impressa deste final de semana do jornal A Plateia.

Lorenzoni e Camozzato oficiam MP de Contas sobre projetos do governo que reestruturam carreiras

Os deputados Rodrigo Lorenzoni (PL) e Felipe Camozzato (NOVO) protocolaram na tarde desta quarta-feira (17), no Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, ofício alertando o Procurador-Geral Ângelo Borghetti sobre possível manobra fiscal imprudente e gestão temerária por parte do governador Eduardo Leite.   A decisão de recorrer ao MPCRS foi tomada após os deputados conhecerem