seg, 22 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital l 20 e 21.07.24
Aplateia Digital l 20 e 21.07.24

Última Edição

Sindicatos de policiais militares iniciam terça-feira com manifestações

ABANF e ASSTBM realizaram ato nesta manhã em frente ao 2°RPMon

Com um grupo apoiando os protestos em Porto Alegre, em continuidade as manifestações que vem ocorrendo em todo Estado do Rio Grande do Sul contra os projetos apresentados pelo governador Eduardo Leite, contendo propostas de reestruturação da previdência e da carreira do funcionalismo público, que atinge direitos, Policiais Militares (Brigadianos e Brigadianas) promovem desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira, 17 de Dezembro, em SantAna do Livramento protesto, com bloqueio do Batalhão Ambiental e impedindo saída de viaturas do esquadrão responsável pelo Policiamento que, estrategicamente, haviam ficado fora do quartel.

Os Policiais Militares apoiados pelas entidades representativas de classe, ASSTBM e ABAMFº Regionais Livramento, prometendo não arrefecer com o propósito de sensibilizar o Governo e classe Política para que o projeto não seja aprovado, tem opinião unanime de que o protesto está pautado na preservação de direito e em busca de justiça.

Conforme os envolvidos, o dinheiro gasto em campanhas milionárias financiada pelo governo do Estado, com intuito de criminalizar, responsabilizando o funcionalismo Público pelas más administrações que a décadas vem se alternando no poder, deveria ser investida em melhorias para a população, que a reforma deveria iniciar pelo governador e os deputados que estão propondo e apoiando esse projeto, com controle de gastos desnecessários e redução dos próprios salários.

Fotos: Edgar Anchieta

Fonte: Depto de Comunicação ASSTBM / Livramento

EMENDAS DA VERGONHA

Gilberto Jasper _Jornalista/[email protected] R$ 50 bilhões do nosso suado dinheiro serão gastos em emendas parlamentares. É dinheiro que os dignos representantes do povo podem destinar a quem quiserem. Mal a “torneira” foi aberta e já se multiplicam notícias do encaminhamento de milhões a parentes. São prefeitos e prefeitas, familiares destes deputados, que deverão “aplicar” os recursos. Estas informações só se