qui, 18 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Avião que saiu de Porto Alegre cai sobre casa na Argentina e deixa feridos

Conforme a Subsecretaria de Emergências de Buenos Aires, ninguém morreu. Quatro pessoas ficaram com ferimentos leves. G1 tenta contato com o proprietário da aeronave.

Um avião que saiu de Porto Alegre, no começo da noite de quinta-feira (5), caiu sobre uma casa na cidade de San Fernando, que fica na província de Buenos Aires, na Argentina. Conforme a Subsecretaria de Emergências de Buenos Aires, ninguém morreu. Quatro pessoas ficaram com ferimentos leves.

A reportagem não foi informada sobre quantos passageiros havia no avião de pequeno porte.

Segundo a Fraport, empresa que administra o Aeroporto Internacional Salgado Filho, na capital gaúcha, um avião particular foi até o terminal para fazer o trâmite de saída do país.

“A aeronave saiu do aeroporto Porto Alegre ontem [quinta à noite, 5], sem ter havido nenhuma intercorrência operacional conosco. Não podemos transmitir dados sobre a aeronave por motivos de sigilo profissional. Mais informações podem ser obtidas com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa)”, disse a Fraport.

O Cenipa informou que, como o acidente ocorreu fora do país, informações somente podem ser obtidas com as autoridades argentinas.

Conforme a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o proprietário da aeronave estava em situação regular, com todos os certificados em dia, sem nenhuma pendência. O G1 tenta contato com o proprietário.

A Força Aérea Brasileira (FAB) confirmou que o avião saiu de Porto Alegre por volta das 18h30, e também disse que mais detalhes somente com as autoridades argentinas.

Fonte: G1/RS

Foto: Divulgação/Subsecretaria de Emergências de Buenos Aires

Lorenzoni e Camozzato oficiam MP de Contas sobre projetos do governo que reestruturam carreiras

Os deputados Rodrigo Lorenzoni (PL) e Felipe Camozzato (NOVO) protocolaram na tarde desta quarta-feira (17), no Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, ofício alertando o Procurador-Geral Ângelo Borghetti sobre possível manobra fiscal imprudente e gestão temerária por parte do governador Eduardo Leite.   A decisão de recorrer ao MPCRS foi tomada após os deputados conhecerem