seg, 22 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital l 20 e 21.07.24
Aplateia Digital l 20 e 21.07.24

Última Edição

Grupo de trabalho estudará estratégias para promover consumo do mel no Estado

Na primeira reunião do ano, a Câmara Setorial da Apicultura constituiu um grupo de trabalho, formado por produtores, técnicos da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), pesquisadores e outros especialistas, para definir estratégias de promoção do consumo do mel no Rio Grande do Sul.

A percepção é de que o público geral tem pouco conhecimento a respeito do mel produzido no Estado. “Há tanto a divulgar sobre a qualidade do mel gaúcho, seus diferentes tipos, de acordo com a floração e localização geográfica, além dos principais polos produtores”, enumera o coordenador das Câmaras Setoriais da Seapdr, Paulo Lipp.

Entre as sugestões levantadas e que serão aprofundadas pelo grupo de trabalho estão campanhas publicitárias de promoção do mel e a inserção do produto na merenda escolar da rede pública estadual. O grupo de trabalho se reunirá em 17 de julho para definir todas as propostas de ação, que serão apresentadas na próxima reunião da Câmara, com data a ser definida.

Sala de reunião com vários integrantes da câmara setorial da apicultura
Representantes de 10 associações de produtores compareceram à reunião – Foto: Fernando Dias

Mais participação dos produtores

Em sua nova formulação, a Câmara Setorial conta agora com uma participação maior dos apicultores: representantes de dez associações de produtores de mel do Estado compareceram a esta primeira reunião. Anteriormente, havia apenas um assento designado a uma entidade do setor. “Isso é um indicativo de como as câmaras setoriais abriram espaço para mais representatividade do setor produtivo”, avalia o diretor de Políticas Agrícolas e Desenvolvimento Rural da Secretaria, Ivan Bonetti.

Maior produtor do Brasil

O Rio Grande do Sul é o maior produtor de mel do Brasil, com média de 11 mil toneladas ao ano. São mais de 37 mil produtores que cuidam de 488 mil colmeias. “O Estado também é o maior consumidor de mel do país, com consumo per capita de 120 gramas por ano, mas evidentemente há espaço para crescer ainda mais”, destaca o coordenador da Câmara Setorial de Apicultura, o produtor Aldo Machado.

EMENDAS DA VERGONHA

Gilberto Jasper _Jornalista/[email protected] R$ 50 bilhões do nosso suado dinheiro serão gastos em emendas parlamentares. É dinheiro que os dignos representantes do povo podem destinar a quem quiserem. Mal a “torneira” foi aberta e já se multiplicam notícias do encaminhamento de milhões a parentes. São prefeitos e prefeitas, familiares destes deputados, que deverão “aplicar” os recursos. Estas informações só se