qui, 18 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Banco de Sangue Virtual organiza vaquinha para reunir doadores

Iniciativa criada sem fins lucrativos já tem mais de 4,1 mil inscritos no Rio Grande do Sul e busca tornar-se nacional

O publicitário Ricardo Nunes, doador de sangue há 20 anos, nunca poderia imaginar que, há 3 anos, em uma entrevista de recrutamento em Porto Alegre (RS) para uma vaga de emprego, estaria dando início ao maior sonho da sua vida. Ele foi convidado a imaginar um “plus” para a empresa contratante e, então, surgiu em uma “gota milagrosa” o embrião do que é hoje o Banco de Sangue Virtual, (www.bancodesanguevirtual.com.br), uma causa filantrópica, sem fins lucrativos, que reúne doadores voluntários em um banco de cadastros online no RS,salvando vidas de muita gente que precisa de sangue e realizando assim o sonho de Ricardo.
A iniciativa, idealizada pelo publicitário há pouco mais de um ano, vem diminuindo a espera e a angústia de milhares de pessoas, o Banco de Sangue Virtual já possui mais de 4,1 mil doadores cadastrados desde que começou a ganhar visibilidade, e só tende a aumentar. Funciona assim: o cadastro na página é gratuito e rápido. Quando alguém precisa de sangue, são feitos filtros por cidade e por tipo sanguíneo no site www.bancodesanguevirtual.com.br para encontrar doadores que possam atender a demanda. Após identificar os doadores o banco envia email para os doadores solicitando a doação. Os contatos com o Banco são feitos através do site e redes sociais.
Agora, o desafio é ampliar o projeto para todo o Brasil por meio de uma campanha de arrecadação através do site www.vaquinhavirtual.com.br. Batizada de “Sangue na veia”,a campanha começa no dia 7 dezembro, sexta-feira, e pretende arrecadar R$ 90 mil reais até março de 2019. A contribuição, de no mínimo R$ 25, pode ser feita via site . O valor obtido, conforme Ricardo, será destinado para reformular o site, automatizando o processo, aumentando o número de voluntários e possibilitando que o Banco de Sangue Virtual se torne disponível no Brasil inteiro. No mesmo dia 7, o projeto ainda fechará parceria com a empresa WhatsDay, de Santa Catarina, que criará uma plataforma específica para facilitar a ativação dos doadores e com isso facilitar uma maior interação.
“Eu acredito muito na corrente do bem. Acho que as pessoas têm que cada vez mais se sensibilizar e passar a ajudar ainda mais as outras pessoas. Essa ideia que tive vem proporcionando isso, com retornos emocionantes de gente que não me conhece”, conta Ricardo, que recebe diariamente pedidos do Brasil inteiro para que o projeto se torne nacional. Ele não recebe um único centavo pelo trabalho que tem com o Banco de Sangue Virtual – é um voluntário como os demais, faz a manutenção do site e dedica, no mínimo, 4 horas por dia ao projeto. * Contribuição: Ricardo Nunes – Voluntário / (51) 9.9802.4204 / [email protected]

Lorenzoni e Camozzato oficiam MP de Contas sobre projetos do governo que reestruturam carreiras

Os deputados Rodrigo Lorenzoni (PL) e Felipe Camozzato (NOVO) protocolaram na tarde desta quarta-feira (17), no Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, ofício alertando o Procurador-Geral Ângelo Borghetti sobre possível manobra fiscal imprudente e gestão temerária por parte do governador Eduardo Leite.   A decisão de recorrer ao MPCRS foi tomada após os deputados conhecerem