qua, 19 de junho de 2024

Variedades Digital | 15 e 16.06.24

Vila Brigadiana começa a se tornar realidade depois de 30 anos

Inauguração da obra aconteceu nesta semana. O Empreendimento contará com 10 ruas, 2 praças e 165 moradias.

Um sonho de mais de 30 anos, começou a se tornar realidade nesta semana. Uma solenidade realizada na manhã de terça-feira (18), marcou oficialmente o início das obras de construção da Vila Sd. Rogério Corrêa, popularmente conhecida como Vila Brigadiana, destinada à construção de moradia própria para 165 famílias de brigadianos em Livramento. A obra é uma iniciativa da Regional Livramento da Associação Beneficente Antônio Mendes Fº dos Cabos e Soldados da Brigada Militar e está sendo custeada pelos próprios brigadianos beneficiados. A área, que antes pertencia ao patrimônio do Estado do Rio Grande do Sul, onde funcionou durante muitos anos a Estância Velha da Brigada, foi doada à ABAMFº para a construção da vila.
O presidente estadual da Abamfº, Leonel Lucas, e o presidente da Regional Livramento, Jansen Nogueira Charopen, receberam o prefeito municipal, Ico Charopen, o presidente do Legislativo Municipal, convidados especiais e grande número de brigadianos da ativa e aposentados, junto com familiares, para o corte da fita inaugural do canteiro de obras.
Com 165 terrenos e prestes a tornar-se realidade, a “Vila Brigadiana” como ficou conhecida, é uma luta de quase 30 anos dos profissionais da Brigada Militar no município, perpassando por diversos mandatos municipais, em busca de suas casas próprias.
Para o presidente da Abamf e brigadiano aposentado, Jansen Charopen, o momento marca uma grande conquista que atravessou décadas e passou por vários governos até que depois de muito trabalho e empenho o sonho pudesse ser realizado. “Hoje depois de 29 anos desde que nasceu a ideia com os fundadores da nossa associação, nós estamos vendo este sonho sair do papel. Foi muito trabalho até aqui começou com a lei que foi criada em 1998 constando a doação dessa área por parte do estado do Rio Grande do Sul para o município que por sua vez doou para a Abamf . E de lá para cá foram muitos anos de luta e de dificuldade, então hoje nós temos uma grande alegria porque é um momento muito emocionante para nós todos. São 165 famílias contempladas com os lotes. Nesse primeiro momento será feita toda a infraestrutura, desde a água a energia elétrica, rede de esgoto, calçamento, e em seguida ai sim a construção das residências” destaca.
O trabalho de construção da infraestrutura deve durar cerca de 8 a 10 meses segundo a previsão inicial da Construtora SOTRIN que executará o projeto. Após o término desta etapa será realizado o desmembramento da área e escrituração dos terrenos. A vila contará com cerca de 165 moradias, 10 ruas e duas praças e todas elas receberam nomes de brigadianos falecidos como forma de homenagear o seu legado. “Está será uma forma de homenagear os professionais que valorosamente serviram a nossa comunidade” disse Jansen.

Por: Matias Moura – contatomatiasmoura@hotmail.com

CMPC confirma investimento no RS, mesmo após enchentes

A multinacional chilena CMPC confirmou que o investimento no Estado, anunciado durante a assinatura do protocolo de intenções com o governo estadual no final de abril, terá seguimento, mesmo após os eventos climáticos que atingiram o RS. A confirmação dos R$25 bilhões, que terão como destinação a instalação de uma nova planta industrial de produção de celulose em Barra do