qua, 19 de junho de 2024

Variedades Digital | 15 e 16.06.24

Doma de Ouro revela campeões do ciclo entre os domadores, destaca ABCCC

Cesar Lopes conduzindo a égua Linda Moça do Macanudo Foto: Fagner Almeida / ABCCC

Os melhores domadores do ciclo 2018 foram conhecidos neste sábado (21), no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS). Organizado pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), o Doma de Ouro revelou os campeões do Redomão e de Um Ano de Freio que, depois de dois dias de provas, foram avaliados pelos jurados Claudio dos Santos Fagundes e Eduardo Weber de Quadros.

O troféu de domador do ano ficou com Cesar Lopes, que conduziu a égua Linda Moça do Macanudo. Com o prêmio em mãos, disse que este título foi o esforço do trabalho do ano todo. “É o nosso trabalho, nosso dia a dia. Esse reconhecimento aqui em Esteio é a maior conquista. Só tenho a agradecer e seguir o rumo”, destacou, acrescentando que a égua mostrou suas qualidades durante a doma e que o exemplar demonstou bom temperamento.

Já no Redomão, o prêmio ficou com Jeferson Almeida e a égua Las Callanas Noiva Linda, com 79,625 pontos. Emocionado, lembrou o esforço de toda sua carreira. “Muita gente me apoiou, é algo que venho batalhando desde guri e graças a Deus consegui esta conquista no meio de tantos bons domadores que admiro muito”, salientou, complementando que a égua vem de uma grande genética e apresentou grande habilidade.

Também foram conhecidos os vencedores da segunda Exposição de Castrados, que teve como vencedor o cavalo Uno Solo do Kavaju Porã. Completando o final de semana, foram selecionados mais 30 animais durante a Prévia Morfológica, que classificou os exemplares para a Nacional da Morfologia durante a Expointer.

Fonte: Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC)

CMPC confirma investimento no RS, mesmo após enchentes

A multinacional chilena CMPC confirmou que o investimento no Estado, anunciado durante a assinatura do protocolo de intenções com o governo estadual no final de abril, terá seguimento, mesmo após os eventos climáticos que atingiram o RS. A confirmação dos R$25 bilhões, que terão como destinação a instalação de uma nova planta industrial de produção de celulose em Barra do