ter, 21 de maio de 2024

Variedades Digital | 18 e 19.05.24

Governo do Estado lança programa para obras em 349 escolas

Divulgação.

As cidades de Alegrete, Bagé, Caçapava do Sul, Dom Pedrito, Maçambará, Manoel Viana, Quaraí, Santa Maria, Rio Pardo, Rosário do Sul, São Borja, Santana do Livramento, São Gabriel e Uruguaiana, estão entre as contempladas

O Deputado Frederico Antunes, que ontem (26), cumpriu agenda em Brasília, recebeu o convite e a confirmação do anúncio do Governo do Estado, sobre o lançamento do Programa de Autonomia Financeira 2018 para a realização de obras de reformas de escolas estaduais. A cerimônia oficial será realizada hoje (27), às 10h, no Gabinete do Governador José Ivo Sartori, no Palácio Piratini.

Serão beneficiadas 349 escolas em todas as regiões do Rio Grande do Sul. Entre as cidades contempladas com os recursos provenientes do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), estão:

Alegrete,
Bagé,
Caçapava do Sul,
Dom Pedrito,
Maçambará,
Manoel Viana,
Quaraí,
Santa Maria,
Rio Pardo,
Rosário do Sul,
São Borja,
Santana do Livramento,
São Gabriel
Uruguaiana.

Esse é terceiro ano consecutivo que o Governo do Estado contempla escolas estaduais com recursos repassados diretamente para conta das instituições, o que agiliza o processo. Mais de 1000 escolas estaduais já foram beneficiadas, com um total de R$ 135 milhões.

“Nosso comprometimento com a educação precisa ser prioridade sempre, apesar de todas as crises e as dificuldades pontuais ou estruturais. Dela, depende o desenvolvimento do Estado e o futuro de todos os gaúchos”, disse Frederico Antunes.

O trabalho é coordenado pela Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão; Secretaria de Obras, Saneamento e Habitação e Secretaria da Educação.

Divulgação.

Boletim da Conab traz impactos das fortes chuvas na produção de frutas e hortaliças no Rio Grande do Sul

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) trouxe uma avaliação da situação do abastecimento das frutas e hortaliças no Rio Grande do Sul, mostrando as consequências dessas condições extremamente adversas para o plantio, escoamento e comercialização desses produtos. A análise, que conta com informações de entidades representativas do setor, como as Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul (Ceasa/RS), Ceasa