PUBLICIDADE faculdade Fael

Rural

Mais de meio milhão de reais em negócios

Realizada tradicionalmente no mês de janeiro a feira Ovinos de Verão deste ano comercializou um total de 693mil reais em cinco remates.

A capital nacional da ovelha realizou neste mês de janeiro, entre os dias 13 a 31, a 40ª edição da Exposição-feira Ovinos de Verão. Embora o momento da ovinocultura esteja bastante favorável com a retomada da valorização da carne e lã, as comercializações ficaram abaixo da média do ano anterior.
A feira de Livramento encerrou nessa quinta-feira (31) com faturamento total que ultrapassou o valor de R$ 693 mil. Além dos negócios realizados, uma das atrações do evento foi os julgamentos que contaram com mais de 100 animais inscritos.
Durante este último mês, cinco remates colocaram excelentes animais em pista e movimentaram o Parque de Exposições Augusto Pereira de Carvalho. No total, foram comercializados 924 animais das raças Corriedale, Ideal, Merino Dohne e Poll Dorset. As melhores médias de comercialização foram a dos carneiros, com R$ 2.382,95 em vendas e, na sequência, os borregos que alcançaram o valor de R$ 1.695,43.
Segundo o Presidente da Associação e Sindicato Rural, Luiz Cláudio de Andrade, mesmo com uma redução, tanto no número de animais à venda como nos valores comercializados, a feira fechou com um balanço positivo. “A Feira de Livramento não é um caso isolado, essa redução vem se observando em todas as feiras da região. Precisamos levar em conta que muitos produtores também reduziram o rebanho ovino, devido às dificuldades encontradas pelo setor”, comenta.
A Exposição-feira de Ovinos de Verão é uma realização da Associação e Sindicato Rural de Sant’Ana do Livramento e tem o objetivo de celebrar a qualidade da carne, lã e das raças provenientes dos campos santanenses.

Grandes remates 

A feira deste ano contou com os remates da Estância Artigas, Cabanha Serra Nova e convidados, Remate da Cabanha Diamante Santa Rita, Cabanha Recanto da Esperança e Cabanha Nova Aurora.

Acima das expectativas

Para o pecuarista Zé Magalhães, um dos proprietários da Estância Artigas, que esteve colocando em pista a sua produção da raça Corriedale, o evento ocorreu dentro do esperado com uma comercialização total e pista aquecida com destaque para compradores de fora do município. “A feira foi, num geral, muito boa com remates de qualidade. No nosso caso, o destaque da comercialização ficou por conta dos machos que foram muito bem com valores acima da nossa expectativa. A gente esperava uma pista mais retraída e ao contrário disso tivemos um ótimo volume nas vendas. Cabe ressaltar que os compradores comentaram bastante sobre a qualidade e uniformidade dos animais apresentados, por possuírem um excelente alto padrão racial” disse o pecuarista que também elogiou os demais remates da feira. 

Genética diferenciada em pista 

Já a Cabanha Diamante Santa Rita, de propriedade de Claudio Caldas, apresentou aos seus clientes as raças Poll Dorset e Merino Dohne e também obteve excelentes médias com a comercialização de todas as fêmeas e 60% por machos. Segundo o ovinocultor, as médias durante o remate foram de R$1.200 reais nos machos e as fêmeas entre R$400,00 e R$550,00
“No geral todos os remates foram muito bons, uma feira com muita qualidade em pista. Para se ter uma ideia, nós ainda estamos recebendo ligações de pessoas interessadas em adquirir os nossos animais, mesmo após o remate. O nosso grande diferencial, hoje, é que trabalhamos com essas duas raças do futuro, diferentemente dos demais remates que são rebanhos mais tradicionais em termos de criação. O Poll Dorset e Merino Dohne são raças produtoras de lã e carne e já existe uma grande procura no Brasil por esses na animais” destacou o pecuarista.

Compradores de diversas regiões 

A feira Ovinos de Verão de Livramento, juntamente com a Feovelha de Pinheiro Machado são as principais vitrines de comercialização do estado movimentando a economia dos municípios e colocando animais de qualidade em pista. Não é à toa que os ovinocultores buscam nesses dois mercados a reposição e investimento para seus rebanhos. Em Livramento não é diferente. Os remates tiveram compradores de várias cidades do estado e também do Uruguai.
O remate da Cabanha Nova Aurora, por exemplo, registrou compradores de 8 cidades e obteve uma excelente média em sua comercialização como explica o administrador da propriedade, Marcelo Medeiros. “Tivemos ótima média. Nos machos da raça ideal a média foi de 2 mil reais e a média das fêmeas em torno de R$300,00 reais. Já o total das nossas vendas foi de R$272.700.00. Compareceram no remate clientes de 8 municípios e as vendas ficaram no mesmo padrão do ano passado.

Por: Matias Moura - matiasmoura@jornalaplateia.com - 03/02/2018 às 0:00

 

Deixe seu comentário