Jornal A Plateia - Livramento/RS. Notícia - Vivência de Fronteira: Livramento e Rivera serão tema de documentário da Globo News

Pesquisar

 

Geral

Geral

Vivência de Fronteira: Livramento e Rivera serão tema de documentário da Globo News

Projeto de uma produtora gaúcha prevê contar como se vive na fronteira mais irmã do mundo. Suas peculiaridades, seus sabores e sua irmandade

Não é de hoje que a convivência em Livramento e Rivera, entre os dois povos, brasileiro e uruguaio, desperta a curiosidade nas pessoas pois são duas pátrias, duas línguas e costumes que se mesclam, que tornam o viver por aqui tão peculiar. De um tempo para cá parece que o lado brasileiro está redescobrindo está história.

História, arte, cultura e tradição

Um dos personagens que irá compor a narrativa do Documentário,  é o professor e pesquisador de Rivera, Manuel Oribe Fernandes Alves – Negro Manolo, que recebeu a equipe de gravação na sua casa para contar sobre as peculiaridades da fronteira, além de compartilhar pedaços da nossa história que foi construída a ponta de lança e pata de cavalo.
A reportagem do Jornal A Plateia, recebeu o pesquisador onde ele antecipa algumas coisas a respeito da produção, que ainda não tem data para ir ao ar. Segundo Manolo, que que também é compositor e intérprete nativista, durante a conversa foi abordado temas desde a colonização desta região pelos Portugueses e Espanhóis até as lutas demarcatórias pelas fronteiras, além dos épicos acontecimentos que a história fala e inúmeras guerras e revoluções que tiveram como pano de fundo esta região do mapa sul-americano. Além disso, foi abordado durante a gravação, temas como as semelhanças entre os gaúchos rio-grandenses e uruguaios, questões relativas aos crimes de fronteira, mais especificamente, o contrabando entre outros. A equipe também visitou escolas uruguaias, e conversou com outros personagens que serão apresentados no documentário para ajudar a contar a história.    
Segundo Manolo foram quase duas horas de gravação onde ele pode, inclusive, abordar temas cotidianos vividos por santanenses e riverenses, como o dialeto único que se formou ao longo dos anos. Para o pesquisador esta foi uma experiência muito boa pois foi mais uma oportunidade de mostrar a fronteira  pelos olhos de quem a vive diariamente. “Nós vivemos num paraíso, pois são dois povos, duas pátrias e duas línguas vivendo no mesmo chão, cruzando a fronteira para os dois lados e vivendo em paz como irmãos, disse Negro Manolo.

A fronteira é a bola da vez

No ano passado uma família de Livramento participou do programa Caldeirão do Huck onde conquistou 1 milhão de reais e o próprio Luciano Huck esteve gravando cenas na Fronteira da Paz, mas recentemente a cantora Maria Alice surpreendeu todos os gaúchos e brasileiros cantando Diário de um Fronteiriço, em rede nacional, em horário nobre ao se despedir do programa The Voice Kids da rede Globo, onde participou de maneira inédita. A fronteira também esteve presente neste ano, no Globo Esporte quando o jornalista Regis Rosing gravou um quadro sobre as torcidas brasileiras e uruguaias durante o jogo de Brasil x Uruguai pelas eliminatórias da copa. Há poucos dias a dupla César Oliveira e Rogério Melo e o jornalista Giovani Grizzotti estiveram por aqui, anunciando ao grupo do DTG Lenço Branco, a classificação no programa da RBS TV Desafio Farroupilha, onde eles concorrem com outros CTGs do estado ao título de melhor grupo de danças. E por último a notícia que uma equipe de 5 documentaristas de uma produtora gaúcha esteve em Livramento e Rivera, na semana passada para gravar essa produção contando a história deste pedaço de chão, que torna possível o verdadeiro sonho do Mercosul, que é os povos viverem em paz e união.

Por: Matias Moura - redacao@jornalaplateia.com - 12/05/2017 às 9:54

 

Deixe seu comentário

Pesquisar