ter, 7 de dezembro de 2021

A PLateia Digital - 04-05/12/2021

Última Edição

Vereador produz e propaga Fake News, segundo Prefeitura

De acordo com nota divulgada, Dagberto Reis teria publicado dados falsos sobre novo programa social do Governo Federal
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Dagberto Reis

A Prefeitura de Sant’Ana do Livramento publicou, nesse fim de semana, uma nota dizendo que o vereador Dagberto Reis (PT) estava produzindo e propagando Fake News. A publicação do vereador nas redes sociais diz que “mais de 14 mil famílias serão excluídas do novo auxilio em Livramento”, programa que substituirá o “Bolsa Família”, criado no governo Lula (PT).

De acordo com a nota divulgada pela Prefeitura, “a desinformação corre solta” e complementa dizendo que “o Auxílio Família apenas substitui o Bolsa Família e Sant’Ana nunca teve 14 mil famílias cadastradas. Logo, a redução anunciada em Sant’Ana é mentirosa”.

A nota ainda diz que “o número de famílias constantes no Cad Único em outubro era de 13.900, já o número de famílias santanenses cadastradas no programa Bolsa Família é de 5.695, o que proporcionalmente representa 15.96% da população de nosso município em famílias”.

A publicação, repostada no perfil pessoal da prefeita Ana Tarouco (DEM), ainda diz que “ a redução maliciosamente anunciada não reflete a realidade dos números locais, bem como ao que se aventa, haverá aumento do valor médio do novo benéfico do Auxílio Brasil”.

CONTRAPONTO

Procurado, o vereador Dagberto Reis disse que “o pessoal precisa aprender a fazer contas” e que “Fake News é a prática de quem quer confundir o povo”.

O petista explicou que em nenhum momento se referiu ao Bolsa Família e sim ao Bolsa Família e ao Auxilio Emergencial juntos, que somados resultam em mais de 19 mil pessoas que eram beneficiadas em Livramento e que perderam os recursos, considerando que ambos programas foram extintos pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem partido).

“Em 2021 foram atendidas com Auxílio Emergencial e Bolsa Família em Livramento 19.893 pessoas. Agora , receberão benefício do governo com o fim do Auxilio Emergencial e o Bolsa Família , 5.598 pessoas através do novo Auxilio Brasil. Logo 19.893 menos 5.598 , o resultado é 14.295 sem renda, sem Auxilio e sem Bolsa em Livramento”, explanou o vereador a Reportagem.

O parlamentar ainda destacou que, em fevereiro deste ano, apresentou um ante projeto de lei que previa a instituição de uma renda básica municipal, no valor de R$ 100,00 para famílias cadastradas no Cad Único, mas que até o presente momento a prefeita não enviou em forma de projeto de lei para a Câmara de Vereadores.
“Não é fake , é verdade, parem de mentir e ajudem o povo que passa fome”, finalizou Reis.