ter, 7 de dezembro de 2021

A PLateia Digital - 04-05/12/2021

Última Edição

Especial Dia do Professor – Professora Sandra há 22 anos transformando vidas através da educação

No Dia do Professor, conheça a história de docentes que contam como ensinar e aprender está intrinsecamente relacionado às próprias vidas.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
No Dia do Professor, conheça a história de docentes que contam como ensinar e aprender está intrinsecamente relacionado às próprias vidas. A professora Sandra Cristina Carvalho, chamada pelos alunos de Sandra, é professora desde 1995, começando na educação infantil na Creche Santa Elvira. Após cursar Ciências Biológicas, realizou seu sonho de lecionar nas turmas do ensino fundamental e médio, assumindo contrato em 1999 nas escolas do estado: Alceu Wamosy, Cyrino Luiz de Azevedo e Júlio de Castilhos. “Em 2000 passei no concurso e fui designada para as escolas Alceu Wamosy e Cyrino Luiz de Azevedo, onde atuo até os dias de hoje, levando conhecimentos práticos nas áreas de ciências para meus alunos do ensino médio”, explicou a professora. No ano de 2010 passou a integrar a equipe diretiva do Colégio Alceu Wamosy, sendo a atual diretora. “São 22 anos trabalhando no Alceu e no Cyrino, ensinando para todos os meus alunos que eles podem mais nessa vida. Somente com educação eles podem mudar a realidade deles e das suas famílias”, destacou Sandra, que também é professora do EJA e se orgulha em dar aula para os pais de seus alunos no turno da noite e para os filhos no turno da manhã e tarde. Durante todos esses anos como professora, um dos sonhos de Sandra era reativar a banda do Colégio Alceu Wamosy, assumindo em 2015 essa responsabilidade, depois de alguns anos desativada. “Convidei alguns alunos e eles se somaram nesse projeto, que vem colaborando para a descoberta de novas habilidades entre os alunos. E essa é também uma função da escola, unir música ao trabalho pedagógico”, relata. Durante a pandemia, Sandra conta que, foram muitos os desafios e há ainda muitos outros para recuperar a aprendizagem dos estudantes. “Ensinar pelo vídeo foi um obstáculo para muitos professores, não me imaginava fora da sala de aula, foi e está sendo desafiador”. Sandra explica que precisou, além das adaptações constantes durante a pandemia, muito empenho para trabalhar diante das adversidades. “Tenho certeza que todos se reinventaram, mesmo sabendo que há muito para recuperar, nós, professores sempre aceitamos os desafios que é ensinar. Mostramos ao mundo que somos perseverantes e estamos prontos para o que der e vier”, finaliza Sandra.
Professora Sandra Cristina Carvalho. Foto cedida.

A professora Sandra Cristina Carvalho, chamada pelos alunos de Sandra, é professora desde 1995, começando na educação infantil na Creche Santa Elvira. Após cursar Ciências Biológicas, realizou seu sonho de lecionar nas turmas do ensino fundamental e médio, assumindo contrato em 1999 nas escolas do estado: Alceu Wamosy, Cyrino Luiz de Azevedo e Júlio de Castilhos.

“Em 2000 passei no concurso e fui designada para as escolas Alceu Wamosy e Cyrino Luiz de Azevedo, onde atuo até os dias de hoje, levando conhecimentos práticos nas áreas de ciências para meus alunos do ensino médio”, explicou a professora.

No ano de 2010 passou a integrar a equipe diretiva do Colégio Alceu Wamosy, sendo a atual diretora.  “São 22 anos trabalhando no Alceu e no Cyrino, ensinando para todos os meus alunos que eles podem mais nessa vida. Somente com educação eles podem mudar a realidade deles e das suas famílias”, destacou Sandra, que também é professora do EJA e se orgulha em dar aula para os pais de seus alunos no turno da noite e para os filhos no turno da manhã e tarde.

Durante todos esses anos como professora, um dos sonhos de Sandra era reativar a banda do Colégio Alceu Wamosy, assumindo em 2015 essa responsabilidade, depois de alguns anos desativada. “Convidei alguns alunos e eles se somaram nesse projeto, que vem colaborando para a descoberta de novas habilidades entre os alunos. E essa é também uma função da escola, unir música ao trabalho pedagógico”, relata.

Durante a pandemia, Sandra conta que, foram muitos os desafios e há ainda muitos outros para recuperar a aprendizagem dos estudantes. “Ensinar pelo vídeo foi um obstáculo para muitos professores, não me imaginava fora da sala de aula, foi e está sendo desafiador”.

Sandra explica que precisou, além das adaptações constantes durante a pandemia, muito empenho para trabalhar diante das adversidades.

“Tenho certeza que todos se reinventaram, mesmo sabendo que há muito para recuperar, nós, professores sempre aceitamos os desafios que é ensinar. Mostramos ao mundo que somos perseverantes e estamos prontos para o que der e vier”, finaliza Sandra.

 

Debora Castro

debora@jornalaplateia.com

No Dia do Professor, conheça a história de docentes que contam como ensinar e aprender está intrinsecamente relacionado às próprias vidas. A professora Sandra Cristina Carvalho, chamada pelos alunos de Sandra, é professora desde 1995, começando na educação infantil na Creche Santa Elvira. Após cursar Ciências Biológicas, realizou seu sonho de lecionar nas turmas do ensino fundamental e médio, assumindo contrato em 1999 nas escolas do estado: Alceu Wamosy, Cyrino Luiz de Azevedo e Júlio de Castilhos. “Em 2000 passei no concurso e fui designada para as escolas Alceu Wamosy e Cyrino Luiz de Azevedo, onde atuo até os dias de hoje, levando conhecimentos práticos nas áreas de ciências para meus alunos do ensino médio”, explicou a professora. No ano de 2010 passou a integrar a equipe diretiva do Colégio Alceu Wamosy, sendo a atual diretora. “São 22 anos trabalhando no Alceu e no Cyrino, ensinando para todos os meus alunos que eles podem mais nessa vida. Somente com educação eles podem mudar a realidade deles e das suas famílias”, destacou Sandra, que também é professora do EJA e se orgulha em dar aula para os pais de seus alunos no turno da noite e para os filhos no turno da manhã e tarde. Durante todos esses anos como professora, um dos sonhos de Sandra era reativar a banda do Colégio Alceu Wamosy, assumindo em 2015 essa responsabilidade, depois de alguns anos desativada. “Convidei alguns alunos e eles se somaram nesse projeto, que vem colaborando para a descoberta de novas habilidades entre os alunos. E essa é também uma função da escola, unir música ao trabalho pedagógico”, relata. Durante a pandemia, Sandra conta que, foram muitos os desafios e há ainda muitos outros para recuperar a aprendizagem dos estudantes. “Ensinar pelo vídeo foi um obstáculo para muitos professores, não me imaginava fora da sala de aula, foi e está sendo desafiador”. Sandra explica que precisou, além das adaptações constantes durante a pandemia, muito empenho para trabalhar diante das adversidades. “Tenho certeza que todos se reinventaram, mesmo sabendo que há muito para recuperar, nós, professores sempre aceitamos os desafios que é ensinar. Mostramos ao mundo que somos perseverantes e estamos prontos para o que der e vier”, finaliza Sandra.
Professora Sandra Cristina Carvalho. Foto cedida.
No Dia do Professor, conheça a história de docentes que contam como ensinar e aprender está intrinsecamente relacionado às próprias vidas. A professora Sandra Cristina Carvalho, chamada pelos alunos de Sandra, é professora desde 1995, começando na educação infantil na Creche Santa Elvira. Após cursar Ciências Biológicas, realizou seu sonho de lecionar nas turmas do ensino fundamental e médio, assumindo contrato em 1999 nas escolas do estado: Alceu Wamosy, Cyrino Luiz de Azevedo e Júlio de Castilhos. “Em 2000 passei no concurso e fui designada para as escolas Alceu Wamosy e Cyrino Luiz de Azevedo, onde atuo até os dias de hoje, levando conhecimentos práticos nas áreas de ciências para meus alunos do ensino médio”, explicou a professora. No ano de 2010 passou a integrar a equipe diretiva do Colégio Alceu Wamosy, sendo a atual diretora. “São 22 anos trabalhando no Alceu e no Cyrino, ensinando para todos os meus alunos que eles podem mais nessa vida. Somente com educação eles podem mudar a realidade deles e das suas famílias”, destacou Sandra, que também é professora do EJA e se orgulha em dar aula para os pais de seus alunos no turno da noite e para os filhos no turno da manhã e tarde. Durante todos esses anos como professora, um dos sonhos de Sandra era reativar a banda do Colégio Alceu Wamosy, assumindo em 2015 essa responsabilidade, depois de alguns anos desativada. “Convidei alguns alunos e eles se somaram nesse projeto, que vem colaborando para a descoberta de novas habilidades entre os alunos. E essa é também uma função da escola, unir música ao trabalho pedagógico”, relata. Durante a pandemia, Sandra conta que, foram muitos os desafios e há ainda muitos outros para recuperar a aprendizagem dos estudantes. “Ensinar pelo vídeo foi um obstáculo para muitos professores, não me imaginava fora da sala de aula, foi e está sendo desafiador”. Sandra explica que precisou, além das adaptações constantes durante a pandemia, muito empenho para trabalhar diante das adversidades. “Tenho certeza que todos se reinventaram, mesmo sabendo que há muito para recuperar, nós, professores sempre aceitamos os desafios que é ensinar. Mostramos ao mundo que somos perseverantes e estamos prontos para o que der e vier”, finaliza Sandra.
Professora Sandra Cristina Carvalho. Foto cedida.
No Dia do Professor, conheça a história de docentes que contam como ensinar e aprender está intrinsecamente relacionado às próprias vidas. A professora Sandra Cristina Carvalho, chamada pelos alunos de Sandra, é professora desde 1995, começando na educação infantil na Creche Santa Elvira. Após cursar Ciências Biológicas, realizou seu sonho de lecionar nas turmas do ensino fundamental e médio, assumindo contrato em 1999 nas escolas do estado: Alceu Wamosy, Cyrino Luiz de Azevedo e Júlio de Castilhos. “Em 2000 passei no concurso e fui designada para as escolas Alceu Wamosy e Cyrino Luiz de Azevedo, onde atuo até os dias de hoje, levando conhecimentos práticos nas áreas de ciências para meus alunos do ensino médio”, explicou a professora. No ano de 2010 passou a integrar a equipe diretiva do Colégio Alceu Wamosy, sendo a atual diretora. “São 22 anos trabalhando no Alceu e no Cyrino, ensinando para todos os meus alunos que eles podem mais nessa vida. Somente com educação eles podem mudar a realidade deles e das suas famílias”, destacou Sandra, que também é professora do EJA e se orgulha em dar aula para os pais de seus alunos no turno da noite e para os filhos no turno da manhã e tarde. Durante todos esses anos como professora, um dos sonhos de Sandra era reativar a banda do Colégio Alceu Wamosy, assumindo em 2015 essa responsabilidade, depois de alguns anos desativada. “Convidei alguns alunos e eles se somaram nesse projeto, que vem colaborando para a descoberta de novas habilidades entre os alunos. E essa é também uma função da escola, unir música ao trabalho pedagógico”, relata. Durante a pandemia, Sandra conta que, foram muitos os desafios e há ainda muitos outros para recuperar a aprendizagem dos estudantes. “Ensinar pelo vídeo foi um obstáculo para muitos professores, não me imaginava fora da sala de aula, foi e está sendo desafiador”. Sandra explica que precisou, além das adaptações constantes durante a pandemia, muito empenho para trabalhar diante das adversidades. “Tenho certeza que todos se reinventaram, mesmo sabendo que há muito para recuperar, nós, professores sempre aceitamos os desafios que é ensinar. Mostramos ao mundo que somos perseverantes e estamos prontos para o que der e vier”, finaliza Sandra.
Professora Sandra Cristina Carvalho. Foto cedida.
No Dia do Professor, conheça a história de docentes que contam como ensinar e aprender está intrinsecamente relacionado às próprias vidas. A professora Sandra Cristina Carvalho, chamada pelos alunos de Sandra, é professora desde 1995, começando na educação infantil na Creche Santa Elvira. Após cursar Ciências Biológicas, realizou seu sonho de lecionar nas turmas do ensino fundamental e médio, assumindo contrato em 1999 nas escolas do estado: Alceu Wamosy, Cyrino Luiz de Azevedo e Júlio de Castilhos. “Em 2000 passei no concurso e fui designada para as escolas Alceu Wamosy e Cyrino Luiz de Azevedo, onde atuo até os dias de hoje, levando conhecimentos práticos nas áreas de ciências para meus alunos do ensino médio”, explicou a professora. No ano de 2010 passou a integrar a equipe diretiva do Colégio Alceu Wamosy, sendo a atual diretora. “São 22 anos trabalhando no Alceu e no Cyrino, ensinando para todos os meus alunos que eles podem mais nessa vida. Somente com educação eles podem mudar a realidade deles e das suas famílias”, destacou Sandra, que também é professora do EJA e se orgulha em dar aula para os pais de seus alunos no turno da noite e para os filhos no turno da manhã e tarde. Durante todos esses anos como professora, um dos sonhos de Sandra era reativar a banda do Colégio Alceu Wamosy, assumindo em 2015 essa responsabilidade, depois de alguns anos desativada. “Convidei alguns alunos e eles se somaram nesse projeto, que vem colaborando para a descoberta de novas habilidades entre os alunos. E essa é também uma função da escola, unir música ao trabalho pedagógico”, relata. Durante a pandemia, Sandra conta que, foram muitos os desafios e há ainda muitos outros para recuperar a aprendizagem dos estudantes. “Ensinar pelo vídeo foi um obstáculo para muitos professores, não me imaginava fora da sala de aula, foi e está sendo desafiador”. Sandra explica que precisou, além das adaptações constantes durante a pandemia, muito empenho para trabalhar diante das adversidades. “Tenho certeza que todos se reinventaram, mesmo sabendo que há muito para recuperar, nós, professores sempre aceitamos os desafios que é ensinar. Mostramos ao mundo que somos perseverantes e estamos prontos para o que der e vier”, finaliza Sandra.
Professora Sandra Cristina Carvalho. Foto cedida.
No Dia do Professor, conheça a história de docentes que contam como ensinar e aprender está intrinsecamente relacionado às próprias vidas. A professora Sandra Cristina Carvalho, chamada pelos alunos de Sandra, é professora desde 1995, começando na educação infantil na Creche Santa Elvira. Após cursar Ciências Biológicas, realizou seu sonho de lecionar nas turmas do ensino fundamental e médio, assumindo contrato em 1999 nas escolas do estado: Alceu Wamosy, Cyrino Luiz de Azevedo e Júlio de Castilhos. “Em 2000 passei no concurso e fui designada para as escolas Alceu Wamosy e Cyrino Luiz de Azevedo, onde atuo até os dias de hoje, levando conhecimentos práticos nas áreas de ciências para meus alunos do ensino médio”, explicou a professora. No ano de 2010 passou a integrar a equipe diretiva do Colégio Alceu Wamosy, sendo a atual diretora. “São 22 anos trabalhando no Alceu e no Cyrino, ensinando para todos os meus alunos que eles podem mais nessa vida. Somente com educação eles podem mudar a realidade deles e das suas famílias”, destacou Sandra, que também é professora do EJA e se orgulha em dar aula para os pais de seus alunos no turno da noite e para os filhos no turno da manhã e tarde. Durante todos esses anos como professora, um dos sonhos de Sandra era reativar a banda do Colégio Alceu Wamosy, assumindo em 2015 essa responsabilidade, depois de alguns anos desativada. “Convidei alguns alunos e eles se somaram nesse projeto, que vem colaborando para a descoberta de novas habilidades entre os alunos. E essa é também uma função da escola, unir música ao trabalho pedagógico”, relata. Durante a pandemia, Sandra conta que, foram muitos os desafios e há ainda muitos outros para recuperar a aprendizagem dos estudantes. “Ensinar pelo vídeo foi um obstáculo para muitos professores, não me imaginava fora da sala de aula, foi e está sendo desafiador”. Sandra explica que precisou, além das adaptações constantes durante a pandemia, muito empenho para trabalhar diante das adversidades. “Tenho certeza que todos se reinventaram, mesmo sabendo que há muito para recuperar, nós, professores sempre aceitamos os desafios que é ensinar. Mostramos ao mundo que somos perseverantes e estamos prontos para o que der e vier”, finaliza Sandra.
Professora Sandra Cristina Carvalho. Foto cedida.
No Dia do Professor, conheça a história de docentes que contam como ensinar e aprender está intrinsecamente relacionado às próprias vidas. A professora Sandra Cristina Carvalho, chamada pelos alunos de Sandra, é professora desde 1995, começando na educação infantil na Creche Santa Elvira. Após cursar Ciências Biológicas, realizou seu sonho de lecionar nas turmas do ensino fundamental e médio, assumindo contrato em 1999 nas escolas do estado: Alceu Wamosy, Cyrino Luiz de Azevedo e Júlio de Castilhos. “Em 2000 passei no concurso e fui designada para as escolas Alceu Wamosy e Cyrino Luiz de Azevedo, onde atuo até os dias de hoje, levando conhecimentos práticos nas áreas de ciências para meus alunos do ensino médio”, explicou a professora. No ano de 2010 passou a integrar a equipe diretiva do Colégio Alceu Wamosy, sendo a atual diretora. “São 22 anos trabalhando no Alceu e no Cyrino, ensinando para todos os meus alunos que eles podem mais nessa vida. Somente com educação eles podem mudar a realidade deles e das suas famílias”, destacou Sandra, que também é professora do EJA e se orgulha em dar aula para os pais de seus alunos no turno da noite e para os filhos no turno da manhã e tarde. Durante todos esses anos como professora, um dos sonhos de Sandra era reativar a banda do Colégio Alceu Wamosy, assumindo em 2015 essa responsabilidade, depois de alguns anos desativada. “Convidei alguns alunos e eles se somaram nesse projeto, que vem colaborando para a descoberta de novas habilidades entre os alunos. E essa é também uma função da escola, unir música ao trabalho pedagógico”, relata. Durante a pandemia, Sandra conta que, foram muitos os desafios e há ainda muitos outros para recuperar a aprendizagem dos estudantes. “Ensinar pelo vídeo foi um obstáculo para muitos professores, não me imaginava fora da sala de aula, foi e está sendo desafiador”. Sandra explica que precisou, além das adaptações constantes durante a pandemia, muito empenho para trabalhar diante das adversidades. “Tenho certeza que todos se reinventaram, mesmo sabendo que há muito para recuperar, nós, professores sempre aceitamos os desafios que é ensinar. Mostramos ao mundo que somos perseverantes e estamos prontos para o que der e vier”, finaliza Sandra.
Professora Sandra Cristina Carvalho. Foto cedida.