dom, 5 de dezembro de 2021

A PLateia Digital - 04-05/12/2021

Última Edição

Endoscópio sem uso comprado há sete anos é inaugurado neste sábado na Santa Casa

Equipamento estava guardado em uma sala do hospital
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Diretora da Santa Casa, Leda Marisa (Foto: Rodrigo Evaldt/AP)

Após anos de terceirização do serviço de endoscopia, a Santa Casa de Misericórdia de Sant’Ana do Livramento inaugura, neste sábado (18), às 8h30, o espaço destinado para a realização do exame na instituição. Comprado em 2014, o equipamento estava guardado em uma das salas fechadas do hospital.

O deputado Sanderson tem sido articulador em Brasília junto ao presidente Jair Bolsonaro (Foto: Cedida)

A inauguração do equipamento está entre as novidades apresentadas pela nova direção, comandada por Leda Marisa da Silva, que chegou em janeiro deste ano, após a prefeita Ana Tarouco (DEM) – atual interventora – assumir a Prefeitura. Para o momento de anúncio da sala, estará em Livramento o deputado federal Ubiratan Sanderson (PSL), um dos maiores apoiadores do atual governo municipal, que vem fazendo articulações em Brasília e destinando verbas à cidade que chegam a quase R$ 6 milhões.
Segundo a Direção da Santa Casa, com o novo equipamento, além da utilização para os pacientes que estiverem internados no hospital, haverá a possibilidade da prestação de serviços de endoscopia ao município, que atualmente faz os exames na rede particular. Para isso, um amplo espaço dentro do hospital foi remodelado, com pintura e piso de porcelanato para abrigar a “miniclínica” de endoscopia, onde foram instalados também móveis novos e uma estrutura pensando na comodidade dos pacientes. “É um novo hospital que está nascendo de dentro para fora”, afirmou Leda Marisa.

Sala de espera do serviço de Endoscopia (Foto: Rodrigo Evaldt)

Para a prefeita Ana Tarouco, a inauguração do novo equipamento é o primeiro passo. “Desde a época de campanha viemos falando disso. Estamos trabalhando na linha de que o hospital precisa trabalhar com as próprias pernas e para isso é necessário que estruturemos os serviços que são necessários para que a Santa Casa possa trabalhar, como é a endoscopia”, explicou.
Ana contou que quando o governo assumiu a Santa Casa encontrou o equipamento sem uso. “Ele estava em uma das salas do hospital, lacrado e sem uso”, relatou. Segundo a Democrata, a ideia é que aos poucos, com a estruturação necessária, a instituição tenha um Centro de Imagem para poder fazer os diagnósticos.