dom, 26 de setembro de 2021

Aplateia Digital - 25/09/21

Última Edição

Soldado retorna a Livramento e conhece sua filha depois de missão no norte do Brasil

Kelvin estava em Roraima participando da Operação Acolhida, desde abril e não pode acompanhar o nascimento da pequena Alana
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Foto:Debora Castro/AP

O soldado Kelvin, do 7º Regimento de Cavalaria Mecanizado (7º RCMec), retornou para a casa, neste domingo (12), depois de passar quatro meses no estado de Roraima, na região Norte do Brasil, participando da Operação Acolhida.

A história do soldado recebeu destaque porque ele foi pai durante a Operação e ainda não tinha conhecido sua filha, a pequena Alana, de apenas três meses de idade. Os momentos de emoção, tanto o reencontro com a família, quanto à primeira vista com a bebê, foram registrados ao vivo pelo Jornal A Plateia.

Kelvin disse que para ele é um grande orgulho participar da Operação, uma satisfação estar de volta em sua cidade e que a sensação é dever cumprido. “Uma honra enorme”. O soldado também comentou a experiência e o aprendizado que levará para toda a vida. “Apendi que gente tem que ter um olhar mais humanitário”.

Quanto à expectativa para conhecer sua filha, Kelvin disse que não pode acompanhar seu nascimento porque estava cumprindo com o seu dever, mas que contava os dias para que o momento do grande encontro chegasse e que está imensamente feliz em estar de volta. “Muito emocionado de poder conhecer minha filha hoje e reencontrar meus familiares”.

Segundo o Coronel Marco André, a Operação Acolhida é uma missão em que está se operacionalizando a assistência de acolhimento dos venezuelanos, que se encontram em situação de vulnerabilidade. “É uma operação de ajuda humanitária aos venezuelanos que vivem uma crise humanitária no seu país e que o Brasil os acolhe […] O Exército Brasileiro através de vários contingentes participa dessa atividade e a missão está encerrada para nós”, disse.

Compartilhando do sentimento de alegria, o tenente Walmir declarou que “é bom saber que nossos soldados saíram, cumpriram bem as suas missões e voltaram em segurança” e finalizou “deixaram um legado para a população”.

26 soldados do 7ºRCMec foram para Roraima em abril e estão voltando divididos em levas. A que retornou neste domingo foi à terceira. Agora, mais duas levas deverão retornar para Sant’Ana do Livramento a partir da próxima semana.