dom, 26 de setembro de 2021

Aplateia Digital - 25/09/21

Última Edição

“Eu estou por pedir afastamento”, declara vereadora Eva

O motivo do eventual afastamento seria o não êxito em projetos para cidade
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A vereadora Eva Coelho (PDT) declarou, nessa sexta-feira (23), em suas redes sociais: “Quem está por pedir afastamento sou eu, não dá pra trabalhar assim”. A parlamentar fazia referência a uma resposta do Executivo encaminhado pela prefeita, a um de seus pedidos de informações.

Segundo a vereadora, o documento dizia que os funcionários do DAE recebem EPI’s para desempenharem suas funções e Eva afirmou que é mentira. “Mandaram assinado para o meu gabinete que os homens têm coisa para trabalhar, é mentira”.

A pedetista disse em tom de desânimo, “eu cansei, porque tudo que eu faço dá errado” e relatou, “tudo que eu vou fazer já tem, aparece do nada na mídia, porque antes não aparecia”.

Eva usou como exemplo o projeto denominado “Horta Municipal Solidária” e disse, “entrei com projeto da horta municipal, agora apareceu uma horta que faz 15 anos que tem […] Pergunta se as mulheres do Armour, do São Paulo ou da Simon tem uma batata ou uma cebola, não tem, porque não chega nada”

Alterada e argumentando sua indignação com a resposta do Executivo, a vereadora disparou, “eu sou a boba da corte, já cheguei à conclusão […] Não tem nada. Eu entro com ante projeto, tem tudo. A cidade está um espetáculo, um luxo”.

Diante de todas as declarações, Eva finalizou, “eu estou tapada de nojo […] Quem está por pedir afastamento sou eu, não dá pra trabalhar assim”.