dom, 11 de abril de 2021

Jornal A Plateia Digital - 03.04.2021

Última Edição

Caminhoneiro de Rosário do Sul salva jovem em estrada após acidente

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Uma colisão entre caminhões envolveu três rosarienses e uma vítima fatal de Pinheiro Machado, no sul do Estado, na manhã de segunda-feira (5). Em ato heroico, um caminhoneiro de Rosário do Sul colocou sua própria carreta no meio do fogo para salvar a vida do filho de um colega, também rosariense, que era carona e ficou preso nas ferragens. Os três foram encaminhados para o hospital de Piratini. O pai do rapaz também lutava para livrar o filho das ferragens.

Conforme a PRF, o acidente ocorreu por volta de 22h de segunda-feira, no km 65 da BR 293, em Piratini, na região sul do RS. O caminhão da vítima fatal teria invadido a pista contrária e colidido de frente na carreta onde estavam pai e filho, ambos rosarienses. Um incêndio foi iniciado. O jovem rosariense ficou preso às ferragens enquanto o pai dele seguia tentando tira-lo. Foi então que o caminhoneiro rosariense Edson Carneiro Alves, que vinha logo em seguida com seu Bitrem, teve a atitude de ingressar no sinistro com o veículo que dirigia, até onde estava o caminhão para tirar o filho do amigo das ferragens.

Conforme as primeiras informações apuradas pela Gazeta de Rosário, foi utilizando um equipamento, conhecido como “cinta”, que foram amarradas na porta, desentortando parte da gabine e retirando o jovem das ferragens. Houve perda total nos três veículos. A vítima fatal foi identificada como João José Rosa, de 51 anos, morador de Pinheiro Machado, que estava no outro caminhão sinistrado. O acidente interrompeu o trânsito até por volta das 7h30 da manhã desta terça-feira (6), quando a rodovia foi liberada em meia pista.

A atitude do rosariense repercutiu nas mídias sociais, onde seu ato heroico foi bastante comentado por todos os amigos e conhecidos dos caminhoneiros locais.

A esposa de Alves fez agradecimento pelas mensagens recebidas na noite de terça, destacando que se fosse o contrário, os amigos de Edson teriam feito o mesmo por ele. “Deus… foi ele que naquele exato momento deu forças e sabedoria para agir como agiu. Colocou toda a força e a coragem no peito e junto com o amigo venceu mais uma vez. Sim o mérito foi dele mas nosso amigo esteve ali firme e forte lutando pela vida do filho”, publicou a mulher.

Fonte: Gazeta de Rosário

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies