dom, 11 de abril de 2021

Jornal A Plateia Digital - 03.04.2021

Última Edição

“Vai ser aberta a caixa preta da Assistência Social, muita coisa vai aparecer”, afirma Secretária

Gabriele Fernandes revela que recebeu ameaças e garante que episódio dos alimentos vencidos foi caso isolado e não deve se repetir
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Foto: Ascom/Câmara de Vereadores

Uma semana após um trio de vereadores realizar uma denúncia de uma suposta distribuição de alimentos vencidos pela Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), nesta segunda-feira (5), a secretária Gabriele Fernandes rompeu o silêncio e falou sobre o caso. “Foi comprovado o vencimento sim de arroz, alguns achocolatados, alguns doces e bolachinhas”.

Entretanto, Gabriela alega que a repercussão do caso foi aproveitada para outros fins. “Foram esses os alimentos vencidos, o que não condiz com algumas lives que estão aparecendo aí com feijões. Esses feijões, inclusive, não condizem com os lotes nem com as marcas que nós trabalhamos aqui na secretaria. Então está gerando um sensacionalismo muito grande em volta disso”, pontuou.

Ainda na última semana, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi aberta para apurar o caso. Segundo a Secretária, o objetivo é colaborar para que os fatos sejam esclarecidos. “Foi instaurada a CPI, vão ser apurados os fatos. Internamente, aqui já está sendo apurado, abrimos uma sindicância para apurar os verdadeiros responsáveis, embora eu seja um deles, porque eu deveria ter fiscalizado, mesmo com chefe do almoxarifado, mas aconteceu”, ponderou.

E completou. “Eu posso garantir pra vocês que foi um fato isolado, não vai acontecer novamente. Nós não fizemos compras nenhuma ainda. Tudo o que nós recebemos que estava no almoxarifado foram compras feitas pela outra gestão. Vai aparecer nos autos do processo uma quantidade exorbitante do que era comprado e não vai ser comprado agora. […] Cabe à CPI investigar”.

Quanto ao andamento do processo, Gabriele foi enfática. “Vai ser aberta a caixa preta da Assistência Social, muita coisa vai aparecer eu posso garantir para vocês. Não estou passando a  bola para a outra gestão, o que me interessa é o que eu fiz de janeiro até agora. Mas será aberta a caixa preta e muita coisa virá a tona, isso é fato”.

Passado o fato, a Secretária disse que mudanças já foram feitas na pasta. “Foi tudo reformulado, inclusive a equipe de trabalho. Foi aberta a sindicância, vão ser apurados os fatos de forma oficial e de forma correta […] e essa transparência que nós vamos manter”.

Encerrando sua declaração, Gabriele ainda relatou ter sofrido ameaças. “Eu lamento o fato. Lamento também as pessoas tirarem as conclusões precipitadas, os ataques ocorridos, principalmente a mim e a minha família. Fui atacada pessoalmente, o meu filho foi atacado pessoalmente, por isso que eu me reservei a não me manifestar até então”.

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies