dom, 11 de abril de 2021

Jornal A Plateia Digital - 03.04.2021

Última Edição

CPI deve investigar caso dos alimentos vencidos

Vereadora denunciou suposta entrega de alimentos fora do prazo de validade à população carente
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
SMAS reconhece que alguns alimentos estavam fora da validade, mas nega que tenham sido entregues à comunidade carente do município.(Foto: Marcelo Pinto/AP )

Já está tramitando, na Câmara de Vereadores de Sant’Ana do Livramento, o requerimento de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a denúncia feita pela vereadora Eva Coelho (PDT), a respeito da suposta entrega de alimentos vencidos para a população carente do município.
Segundo a vereadora, algumas pessoas procuraram o seu gabinete para relatar que foram até a Secretaria de Assistência Social (SMAS) para solicitar cestas básicas e, quando receberam os produtos, muitos estavam fora do prazo de validade. Na segunda-feira (29), junto aos colegas vereadores Rafael Castro (PSB) e Enrique Civeira (PDT), Eva foi até o almoxarifado da SMAS onde pôde constatar que alguns lotes de alimentos ali armazenados estavam vencidos.
O pedido para a abertura da CPI foi protocolado pela vereadora Maria Helena (PDT), que justificou a abertura do processo alegando que há indícios de má administração de bens e verbas públicas.
Em nota divulgada pela assessoria da Prefeitura, a SMAS disse que a atual ad ministração recebeu a pasta em 1° de janeiro e constatou que à época já havia uma grande quantidade de alimentos impróprios para consumo, inclusive com o prazo de validade raspado nas embalagens. Ainda no comunicado, a pasta reconheceu que alguns lotes estavam fora do prazo de validade, mas negou que estes tivessem sido distribuídos para a comunidade.

RITO

Como mais de um terço dos parlamentares já assinou o documento de requerimento da CPI, a Comissão é instalada automaticamente. Cada partido tem o prazo de cinco dias para apresentar os seus representantes nos trabalhos.
Assinaram o documento, além das vereadoras Maria Helena e Eva Coelho, os parlamentares: Cleber Custódio (PDT), Dagberto Reis (PT), Felipe Torres (DEM), Gilbert Gisler (PSB), Lídio Mendes (PTB), Leandro Ferreira (PT), Rafael castro (PSB), Romário Paz (MDB) e Thomaz Guilherme (PTB).

CONTRAPONTO

A Plateia entrou em contato com a secretária de Assistência e Inclusão Social, Gabriele Fernandes, mas ela informou que foi orientada pela Procuradoria Municipal a só se manifestar na CPI.

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies