Segue a retomada dos pequenos negócios

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Levantamento mais recente realizado pelo Sebrae RS mostra que 92% das empresas gaúchas já estão funcionando 

A mais recente Pesquisa de Monitoramento dos Pequenos Negócios, desenvolvida pelo Sebrae RS, aponta a continuidade da retomada das atividades. Isso porque 92% das empresas entrevistadas já estão operando, uma alta de cinco pontos percentuais em relação a setembro, quando 87% dos empreendedores estavam com seus negócios abertos. Dos 8% que não estão funcionando, os principais motivos são a natureza da atividade, predominantemente presencial (33%), e os decretos governamentais que mantêm algumas atividades suspensas (20%).

O faturamento também segue dando sinais de reação. O percentual de empresas que indicam redução vem diminuindo gradativamente e, em outubro, 47% sinalizaram perdas, o menor percentual da série (75% em junho e julho; 62% em agosto e 55% em setembro). Além disso, 23% das empresas relataram aumento no faturamento este mês, valor superior aos 17% registrados em setembro.

“Temos um segundo mês consecutivo em que os dados nos mostram um reflexo da retomada gradual das atividades em razão da atenuação das medidas restritivas impostas pelas autoridades. Esperamos que essa retomada siga progredindo e seja um indicador tendencial de que o pior da crise já passou”, destaca o diretor-superintendente do Sebrae RS, André Vanoni de Godoy.

Mesmo com a melhora do ambiente, a principal necessidade dos pequenos negócios permanece sendo o capital de giro (53%), entretanto, outros temas relevantes nesta nova fase, com foco em mercado e produtos, ganham destaque. Entre eles: orientação sobre o uso de ferramentas digitais para venda e relacionamento com clientes (33%), análise sobre tendências e perspectivas do mercado (29%), consultoria/orientação para gestão financeira (26%), alternativas para diversificar produtos e serviços (24%), parcerias com outras empresas para otimizar os negócios (19%), consultoria para readequação e remodelagem de negócios (18%), e análise sobre o comportamento do consumidor (18%). A pesquisa foi realizada de 02 a 14 de outubro e ouviu 473 pessoas. A margem de erro é de 4,4%.

Experiência que segue

A remodelagem do negócio é uma realidade para 18% dos negócios pesquisados (em setembro era 14% e em agosto 16%), segundo a Pesquisa de Monitoramento dos Pequenos Negócios. Muitas destas mudanças foram implementadas ainda durante o período mais crítico da pandemia, quando as empresas precisaram se reinventar para manter os negócios ativos, e devem ser mantidas após o encerramento da crise, tendo em vista os ganhos para aqueles negócios que inovaram em seus modelos de atendimento. Neste sentido, segundo a Pesquisa, o relacionamento com clientes por redes sociais deve continuar para 62% dos empreendedores, seguido de controles financeiros mais rígidos (48%), venda por redes sociais (38%), equipe reduzida (31%), redução/adequação de estrutura física (24%) e relacionamento com fornecedores e compras online de insumos (21%).

Confira outros dados da pesquisa:

Empresas funcionando

79% julho

87% agosto

87% setembro

92% outubro

Perda no faturamento

76% julho

62% agosto

55% setembro

47% outubro

Alta no faturamento

8% julho

12% agosto

17% setembro

23% outubro

Bastidores – Edis Elgarte – 05/12/2020

Trânsito garantido Demorou, mas finalmente os usuários da estrada do Passo da Guarda, a RS 183, que liga a BR 293 à faixa de acesso

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies