Dois acidentes praticamente no mesmo lugar

Em questão de minutos, dois acidentes causaram lentidão no trânsito na avenida Marechal Mallet
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Ao final da tarde desta terça-feira (6), por volta das 18h, a Brigada Militar (BM) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram acionados para comparecer na avenida Marechal Mallet, próximo ao antigo Centro de Eventos da Fronteira. No local, um motociclista estava caído na pista após ter se chocado contra um automóvel. Prontamente a vítima foi atendida pelos paramédicos do SAMU ainda no local. O homem teve uma de suas pernas imobilizada, pois, de acordo com os paramédicos, havia a suspeita de fratura.

Os militares da Ronda Ostensiva com o Apoio de Motocicletas (ROCAM), em contato com a condutora do automóvel envolvido no acidente, foram informados de que o choque ocorreu na parte traseira do veículo após a condutora reduzir a velocidade para evitar um buraco. Durante o trabalho dos socorristas o trânsito apresentou certa lentidão e precisou ser controlado pelos efetivos da BM. Feita a imobilização da vítima, os paramédicos do SAMU iniciaram o deslocamento até a Santa Casa de Misericórdia.

POUCOS METROS DEPOIS

Cerca de cem metros do local do primeiro acidente, outro ponto de lentidão se formava na avenida, era outro acidente. Desta vez, envolvendo o ônibus responsável pela linha Vila Julieta e uma criança de oito anos. De acordo com os familiares do menino, ele estava andando de bicicleta às margens da rua quando se chocou contra a lateral do coletivo que passava pelo local e acabou caindo por sobre o cordão da calça. Ainda segundo os familiares, o menino se queixava de dores nas costelas e também havia convulsionado pouco tempo depois da queda.

A ambulância do SAMU até chegou a interromper o trajeto para a Santa Casa e retornou até o local para prestar o atendimento, mas não foi necessário, pois os populares já haviam solicitado o apoio dos socorristas do Corpo de Bombeiros e também da BM. Em poucos instantes, a ambulância do 10° Batalhão de Bombeiros Militar se fez presente junto com a guarnição da BM responsável pelo patrulhamento no Prado. O trânsito foi interrompido no local até a remoção do menino para a Santa Casa. O motorista do ônibus disse aos policiais, ainda no local, que não viu a criança no momento do choque. Na sequência, as partes envolvidas nos dois acidentes foram até à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) para o registro das ocorrências.

 

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies