Trilha sonora – A aura do filme

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

The Good, The Bad and The Ugly – Sergio Leone – 1966 – Trilha de Ennio Morricone

Quando o diretor decide como serão os elementos que irão compor a unidade de seu filme, ele irá pensar em um equilíbrio entre esses elementos para criar o seu filme. Para poder criar esse ambiente em que os elementos estabeleçam uma relação específica e que, de alguma forma, impactem o espectador, o diretor precisa lidar muito bem com sua Trilha Sonora.A Trilha Sonora é o conjunto de composições musicais apresentadas no filme. O músico precisa estar ciente de toda a relação que o diretor quer criar para o conjunto de sua obra, de outra forma, a Trilha Sonora seria apenas músicas aleatórias no decorrer do filme. Essa relação entre o compositor, o diretor e as canções escolhidas dão o tom que o filme deseja passar. Antigamente, os filmes do cinema mudo eram exibidos acompanhados de orquestras, que na hora, improvisavam a trilha do filme. Suas trilhas acompanhavam o desenvolver da história. As formas de inserir as músicas no decorrer do filme variam de acordo com o desejo do diretor e dos músicos.

The Godfather – Francis Ford Coppola – 1972 – Trilha de Nino Rota

É impossível falar em Trilha Sonora e não citar alguns dos compositores mais reconhecidos por suas obras, no passado e no presente. Ennio Morricone foi um dos maiores nomes nesse sentido. Criador de composições incríveis como nos filmes “Três Homens em Conflito”, “Os Intocáveis”, “Era Uma Vez no Oeste”, “Era Uma Vez na América”, “Os Oito Odiados” indicado diversas vezes ao Oscar e vencedor do Prêmio Honorário e pela Trilha de “Os Oito Odiados”. O compositor de vários filmes de Alfred Hitchcock, o senhor Bernard Herrmann teve suas trilhas em filmes como “Um Corpo que Cai”, “Cidadão Kane”, “Taxi Driver”, “Intriga Internacional” e ficou imortalizado pela Trilha Sonora de “Psicose” na famosa cena do assassinato no banheiro, chamada “The Murder”. Nino Rota fez alguns trabalhos com Francis Ford Coppola e Federico Fellini, e sua contribuição para o cinema tornou o compositor italiano célebre. Recentemente, deve ser destacado o trabalho realizado por Hans Zimmer, compositor alemão responsável pela Trilha de filmes como: “Dunkirk”, “Interestelar”, “12 Anos de Escravidão”, “A Origem”, “Batman – O Cavaleiro das Trevas”, “Sherlock Holmes”.

Interstellar – Christopher Nolan – 2014 – Trilha de Hans Zimmer

Existem trilhas instrumentais criadas especialmente para o filme. Como não escutar a trilha de Star Wars, O Poderoso Chefão, Tubarão, O Exterminador do Futuro, Piratas do Caribe e não lembrar do filme. Grandes compositores foram responsáveis por deixar sua marca em diversas produções cinematográficas. Existem canções que são criadas como “tema” do filme: My Heart Will Go On em “Titanic”; Skyfall em “007 – Operação Skyfall”; Shallow em “Nasce uma Estrela”; Lose Yourself em “8 Mile – Rua das Ilusões”. Existem canções que não foram criadas para o filme, porém foram escolhidas para serem inseridas na trilha por se encaixar nas cenas específicas. E unindo essas diversas formas de criação, o diretor e o compositor formam a aura do filme.

Bastidores – Edis Elgarte – 26/09/2020

Olhar acadêmico A comunidade santanense vai poder contar com uma excelente ferramenta de acompanhamento do processo eleitoral que se inicia, regularmente, neste domingo, 17. Sob

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies