Noite movimentada para a Fiscalização da Defesa Civil

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Saiu caro: churrasco com cerca de 20 pessoas é encerrado pela fiscalização

Através de uma denúncia, a Fiscalização da Defesa Civil municipal chegou até uma propriedade rural, localizada às margens da rua Robledo Braz, no KM5, onde uma festa estaria acontecendo. Ao chegar no local, acompanhada dos agentes da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade Urbana e com o apoio das guarnições da Força Tática da Brigada Militar (BM), a Fiscalização constatou que, de fato, a festa estava sendo realizada.

Em contato com o proprietário da residência, a explicação apresentada é de que não se tratava de uma festa, mas sim de uma reunião entre amigos e que, dentro das instalações, havia apenas sete pessoas. Entretanto, no pátio da residência estavam estacionados 14 veículos, alguns com matrículas de outras cidades vizinhas, o que indicava uma incongruência na fala do proprietário.

Na sequência, foi lavrado o auto de infração no valor de R$ 729, 50, equivalentes a dez Unidades Fiscais de Referência Municipal (UFRM). Os anfitrião foi orientado a dispersar os convidados e, ao deixarem o local, os ocupantes dos veículos foram contabilizados pelos agentes da Fiscalização e o número de pessoas obtido através desta ação não conferia com o apresentado pelo proprietário. Frente aos fatos, Luan Moreira, responsável pela Fiscalização, disse que deve relatar à Procuradoria Geral de Sant’Ana do Livramento que houve falso testemunho por parte do proprietário da residência, o que gera um agravo ao auto de infração.

BAR CLANDESTINO

Ainda no local da autuação relatada acima, a equipe da Fiscalização recebeu uma nova denúncia, desta vez, tratava-se de um bar clandestino que estava em funcionamento no Armour. Mais precisamente na rua Marechal Nelson de Mello, próximo ao viaduto, a Defesa Civil constatou que no endereço informado funcionava um bar. No momento da abordagem, pelo menos, cinco pessoas estavam bebendo no estabelecimento que, segundo os agentes, ainda possuía uma mesa de sinuca. O proprietário do local foi orientado a dispersar os clientes e também foi autuado em R$ 792, 50.

 

Texto: Murilo Alves

Fotos: Murilo Alves/AP – Luan Moreira/Defesa Civil Municipal