Deputado Ernani Polo conduz reunião sobre campanha “Valores que ficam”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Objetivo é incentivar contribuintes que tem Imposto de Renda a pagar a destinar até 3% para os Fundos da Criança e do Adolescente e até 3% para os Fundos da Pessoa Idosa.

Na expectativa de sensibilizar cerca de 800 mil gaúchos que ainda não entregaram a declaração do Imposto de Renda 2020, a Assembleia Legislativa realizou, no início desta semana, reunião de mobilização da campanha Valores que Ficam, conduzida pelo presidente Ernani Polo (PP). Participaram da videoconferência organizadores e apoiadores de diversas entidades, instituições e órgãos públicos parceiros.

A iniciativa, lançada no ano passado, incentiva os contribuintes gaúchos que têm imposto a pagar no modelo completo de declaração, a destinar até 3% para os Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente e outros 3% para os Fundos da Pessoa Idosa. Devido à pandemia do coronavírus, o prazo para o envio passou de 30 de abril para 30 de junho. “Esse é o momento importante de impulsionarmos a campanha para que tenhamos crescimento na participação, já que temos um número muito expressivo de declarações ainda não enviadas”, comentou o deputado Ernani Polo na reunião com quase 40 participantes.

Dados da Receita Federal estimam a entrega de 2,2 milhões de declarações no Rio Grande do Sul, sendo que 1,3 milhão já foram enviadas. Apoiador da campanha, o superintendente-adjunto da Receita Federal no RS, Ademir Gomes de Oliveira, lembra que cada contribuinte pode destinar até 6% do imposto a pagar para instituições, deixando o recurso circular no Estado. “O corpo a corpo é importante. O contribuinte não tem um centavo de prejuízo. Pelo contrário, ele investe parte do imposto que teria de pagar em instituições de apoio”, comentou.

Oliveira informou que o Estado tem 300 Fundos da Criança e do Adolescente e outros 78 para a Pessoa Idosa que podem receber os recursos. No ano passado, a campanha ajudou a chegar a 7,5% de destinação. A expectativa para 2020 é atingir 10%, mas o ideal, segundo o superintendente-adjunto da Receita, é um dia chegar a 50%, o que renderia cerca de R$ 300 milhões para instituições gaúchas. “É uma luta de todos para que as instituições tenham melhor estrutura e capacidade de atender quem mais precisa, oferecendo um acolhimento melhor”, completou o presidente da Assembleia.

Quem já enviou também pode contribuir

Mesmo quem já enviou o documento à Receita Federal ainda pode contribuir. “Os que já realizaram sua declaração de IR podem fazer uma retificação e solicitar a adesão à campanha”, lembrou Oliveira. No ano passado, foram repassados R$ 35 milhões ao Funcriança. A expectativa para 2020, segundo o superintendente-adjunto, é que o Estado chegue a R$ 50 milhões. Em meados de julho será possível conhecer os dados da mobilização deste ano.

Estado divulga dados sobre Safra da Uva

Nota de esclarecimento (10/07/2020):  os técnicos da Secretaria estão checando todos os dados da safra, porque eles podem sofrer algumas alterações em função dos novos números