Coronavírus: RS e Uruguai anunciarão protocolos únicos em cidades gêmeas de fronteira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Uma reunião por videoconferência entre lideranças dos governos do Rio Grande do Sul e do Uruguai, na tarde deste sábado (30), confirmou a criação de um grupo de trabalho (GT) com protocolos únicos para os dois lados da fronteira, em cidades consideradas gêmeas, como Sant’Ana do Livramento e Rivera.

Líder do Governo na AL, deputado Frederico Antunes

O GT será uma espécie de Centro de Operações Epidemiológicas e atuará entre o Ministério da Saúde do Uruguai e a Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul, com a participação de todas as cidades Gêmeas na fronteira do Brasil e Uruguai. “Temos raízes conjuntas. Somos cidades irmãs, sem fronteiras. Por isso, a criação desse Centro de Operações Epidemiológicas RS / Uruguai será fundamental para combatemos o Covid-19”, destacou o líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Frederico Antunes.

Durante a reunião, o ministro de Saúde Pública do Uruguai, Daniel Salinas, confirmou a presença do Governo Uruguaio na próxima quarta-feira (03), em Rivera. “Vamos, nesta semana que chega, firmar protocolos únicos entre o Uruguai e o Rio Grande do Sul, onde numa atitude de colaboração conjunta teremos sempre a saúde pública em primeiro lugar. O vírus não respeita a Fronteira”, declarou.

Ministro se Saúde Pública do Uruguai, Daniel Salinas

Segundo a secretária Estadual da Saúde do RS, Arita Bergamann, o trabalho de testagem acontecerá em conjunto. “Vamos formar esse documento de colaboração sanitária entre o governo do RS e o governo Uruguaio visando trabalhos, protocolos e testagens conjuntas nas cidades de Fronteira entre o Uruguai e o Brasil”, explicou.

Além de Livramento e Rivera, as cidades que comporão o trabalho em conjuntos são: Aceguá (RS) e Acegua (UY); Quaraí (RS) e Artigas (RS); Barra do Quarai (RS) e Bella Union (UY); Chuí (RS) e Chuy (UY); e Jaguarão (RS) e Rio branco (UY).

Também participaram da reunião a secretária de Relações Federativas e Internacionais do RS, Ana Amélia Lemos; o senador uruguaio, Tabaré Viera; o diretor da Auditoria Médica da Secretaria da Saúde, Bruno Naundorf; e o coordenador da Comissão do Mercosul e Assuntos Internacionais da ALRS, Cristiano Guerra.

Por: Rodrigo Evaldt – rodrigo@jornalaplateia.com

Bastidores – Edis Elgarte – 11/07/2020

Luz, câmera… partiu, campanha O adiamento das eleições para o mês de novembro não representa um período de folga para os pré-candidatos. Mesmo quem já