Polícia Federal extradita, em Jaguarão, uruguaio preso por suspeita de feminicídio

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Polícia Federal extraditou nesta terça-feira (19), em Jaguarão, no Sul do estado, um homem suspeito matar a companheira no ano passado. O homem de, 26 anos, é uruguaio e estava foragido e tinha o nome incluído na lista de procurados internacionais da Interpol.

Ele é investigado por matar a companheira, de 19 anos, no dia 30 de setembro de 2019, em Rio Branco, no Uruguai. A cidade faz divisa com Jaguarão. De acordo com a polícia, eles tinham dois filhos.

Segundo a PF, após o crime, o homem teve o nome incluído na Difusão Vermelha, da Interpol, o banco de dados internacional para captura de criminosos foragidos dos países de origem.

Ele foi localizado e preso em outubro de 2019, em Pelotas, onde permaneceu detido aguardando a tramitação do processo de extradição pelo Supremo Tribunal Federa (STF).

Nesta terça, com a extradição, ele foi entregue às autoridades uruguaias na Delegacia de Polícia Federal em Jaguarão.

A ação envolveu a Interpol no Brasil, representada pela Polícia Federal, a Interpol Uruguai, as unidades da Polícia Federal em Pelotas e Jaguarão e o Consulado do Uruguai em Pelotas.