Covid-19: aprenda a fazer máscaras caseiras para proteger a família e doar a instituições que precisam

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A grande procura por máscaras de proteção após a chegada da Covid-19 acabou esgotando o item em várias regiões do Brasil. Para evitar que os profissionais da saúde fiquem sem o equipamento e para oferecer uma alternativa acessível para a população, o Ministério da Saúde tem recomendado o uso de máscaras caseiras, que podem ser feitas com ou sem o auxílio de máquina de costura e usando tecidos de algodão, como o tricoline. A artesã e oficineira do programa Envolva-se, do Sesc Comunidade em Porto Alegre, Mara Wollmann, ensina o passo a passo para a produção (veja abaixo). Ela destaca que, além de confeccionar para uso pessoal e de amigos e familiares, as pessoas também podem exercitar a solidariedade e doar o equipamento para instituições que estejam precisando.

Lembrando que o uso da máscara é individual e as máscaras devem ser trocadas a cada duas horas ou assim que estiverem úmidas, o que acontecer primeiro. Antes indicada apenas para pessoas que apresentam sintomas da Covid-19 (como tosse, espirros ou dificuldade de respirar), seus cuidadores e profissionais da saúde, agora a indicação do Ministério da Saúde é de que toda a população que necessite sair de casa, para trabalhar ou ir ao mercado, por exemplo, faça uso do equipamento de proteção, dando preferência para as máscaras caseiras reservando a prioridade dos modelos cirúrgicos para profissionais da saúde. Confira o passo a passo para fazer máscaras caseiras no vídeo https://youtu.be/d1fk6zeHzQY.

Para a proteção ser efetiva, é preciso seguir reforçando os hábitos de higiene, como a lavagem de mãos com água e sabão ou álcool em gel. Diferente das máscaras cirúrgicas, as caseiras feitas com tecido podem ser reutilizadas. Depois de cada uso, elas devem ser lavadas com água e sabão e passadas com ferro quente.

Quando for fazer o uso delas, também é necessário estar atento às instruções de utilização da Organização Mundial da Saúde (OMS). As recomendações da entidade são: antes de colocar, lave as mãos com um desinfetante à base de álcool ou água e sabão; verifique se ela está cobrindo a boca e o nariz e se não há espaços entre o rosto e a máscara; evite tocá-la enquanto estiver usando, mas, se o fizer, lave as mãos; troque o equipamento assim que estiver úmido e não reutilize máscaras de uso único; quando for retirá-la, remova a máscara por trás (não toque na frente) e coloque-a imediatamente em um lixo fechado – no caso das máscaras cirúrgicas – ou um saco plástico – para as máscaras caseiras que devem ser lavadas após o uso; lave as mãos com um desinfetante à base de álcool ou água e sabão.

Passo a passo da máscara caseira

  1. Faça o molde da máscara, com as medidas 23x19cm para modelo adulto e 19x15cm para o infantil.

  2. Risque o molde no tecido duas vezes, para fazer uma máscara com duas camadas (uma como forro e outra para fora). A recomendação do Ministério da Saúde é de dar preferência a tecidos como o tricoline, o algodão, o cotton, e a tecidos de fronha antimicrobiano.

  3. Costure, a máquina ou à mão, as partes maiores dos tecidos, unindo os dois pedaços e deixando as laterais abertas.

  4. Em uma das laterais, faça uma dobra de aproximadamente meio centímetro para o lado de dentro da máscara e passe com ferro para marcar. Faça outra dobra de cerca de 1,5cm e passe novamente com o ferro. Costure a dobra. Repita a operação no outro lado.

  5. Corte um elástico roliço na medida de 27cm e queime as pontas para que ele não desfie. Passe o elástico por dentro da costura, una as pontas e faça uma costura bem forte. Gire a parte costurada para dentro, para que ela não fique aparente. Repita a operação do outro lado.

  6. Caso não tenha elástico, podem ser costuradas tiras de tecido em comprimento suficiente para que sejam amarradas atrás da cabeça.

  7. Lave a máscara com sabão neutro e passe com ferro bem quente. Se não for usar em seguida ou for distribuí-la, coloque a máscara em um saco plástico, para que ela não pegue pó nem sujeira.