Marcelo Medeiros, presidente do Inter, está curado do coronavírus

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Onze dias após testar positivo para a covid-19, o presidente do Inter, Marcelo Medeiros, foi considerado curado da doença. Na manhã desta terça (31), o dirigente foi liberado pelos médicos e deixou o apartamento onde permaneceu mais de duas semanas isolado e retornou à residência onde vive com a esposa e duas enteadas.

— Fiquei 16 dias em isolamento (desde o início dos sintomas). Hoje, meu médico me disse que estou curado e falou, inclusive, que passaria o meu caso para a Secretaria da Saúde me colocar na relação dos pacientes curados. Nesta manhã, voltei para a casa para passar o restante da quarentena com a minha família. Apesar de estar liberado pelos médicos, vou seguir a recomendação das autoridades de ficar em casa — disse Medeiros a GaúchaZH.

O presidente testou positivo para a covid-19 no dia 20 de março, embora já estivesse em isolamento cinco dias antes disso, quando passou a ser suspeito de ter contraído o coronavírus. A cura, contudo, não terá impacto significativo nas atividades do presidente ligadas ao Inter. Afinal, mesmo no isolamento, o dirigente conversava diariamente por telefone e por chamadas de vídeo com os seus pares de direção. Essa rotina não será alterada.

— Fico ligado no computador das 9h às 23h — comenta.

O secretário municipal de Saúde de Porto Alegre, Pablo Stürmer, explica que uma pessoa é considerada curada se forem cumpridas duas etapas: fim dos sintomas e passagem de um período de 14 dias, que é a janela de transmissibilidade da doença.

— A passagem dos 14 dias é fundamental para que ele (paciente) esteja curado e não tenha mais chance de transmitir a doença. Nós monitoramos isso junto àqueles que testaram positivo.

Alguns dos primeiros casos confirmados no Estado, no início da segunda quinzena do mês, começam a ser anunciados agora como curados, por cumprirem esses requisitos.

Fonte: GauchaZH