Netflix paralisa gravações, mas garante conteúdo para os próximos meses

A Netflix suspendeu todas as produções de suas séries originais, por causa do novo coronavírus. O chefe de conteúdo da gigante do streaming, Ted Sarandos, conversou com a CNN e afirmou que a situação é inédita, mas que essa paralisação não deve afetar os próximos lançamentos da empresa. Apesar disso, o executivo não descarta que as estreias previstas para o final do ano possam ser adiadas.

“É algo sem precedentes na nossa história”, destacou Sarandos. “O que está acontecendo agora é que trabalhamos com muita antecedência com a entrega de todos os episódios das nossas séries. Portanto, não haverá interrupção nos próximos meses, talvez no final do ano, pois a produção física não está operacional”.

Apesar disso, Sarandos reforçou que as equipes de roteiristas irão continuar trabalhando e se reunindo por videoconferência. O objetivo é ter material pronto para novas produções quando a situação estiver sob controle. “As pessoas estão se preparando para o dia em que poderão voltar ao trabalho”, disse o chefe de conteúdo.

A posição da Netflix segue as mesmas orientações de governos e autoridades da área da saúde de todo o mundo. A equipe de Falcão e o Soldado Invernalpor exemplo, retornou da Europa antes do previsto. Produções como The BatmanAnimais Fantásticos 3 e as séries de Senhor dos AnéisWandaVision Loki foram paralisadas e grandes produções que chegariam aos cinemas nas próximas semanas, também tiveram seus lançamentos adiados.

Com tantas paralisações, funcionários que trabalham nessas produções ficaram desempregados. Para ajudá-los neste período de quarentena, a Netflix criou um fundo de US$ 100 milhões. A empresa também pretende fazer algo para ajudar profissionais da área na Europa, Ásia e América Latina, onde diversas das suas produções são gravadas.

Sarandon reforçou ainda que este é um momento difícil, mas que é importante seguir a orientação das autoridades e não sair de casa. Ele disse que serviços de streaming como a Netflix são fundamentais nesses momentos.

“Você pode imaginar, o conteúdo está disponível. Está na Netflix, na CNN na televisão em geral. O sistema tem sido muito robusto e pode ajudar muitas pessoas. As pessoas certamente estão assistindo muito mais Netflix. A melhor coisa a fazer é ficar em casa. Estamos nos esforçando para ajudar”.

Fonte TecMundo

Grupo A Plateia

Adicionar Comentário