Churras das Gurias, projeto criado por médica veterinária santanense tem o objetivo de ensinar mulheres a arte do assado e fortalecer amizades

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Quem não gosta de comer um bom assado, com uma variedade grande de tipos e cortes de carne? Além, é claro, do tradicional tira gosto que acompanha como é o caso da linguiça, coração bovino e miúdos que são atirados nas brasas e dão um toque todo especial ao ritual primitivo do homem ao redor do fogo. Esse elemento da natureza que mudou a história da humanidade através dos séculos e séculos.
Não existe nada melhor do que reunir os amigos neste ambiente e compartilhar os momentos agradáveis que só o fogo e o assado proporcionam. O ambiente da churrasqueira, por muitos anos, foi totalmente masculino, mas de uns anos para cá várias confrarias somente de mulheres têm se formado para compartilhar esses momentos ao redor do fogo.

Uma dessas confrarias é o “Churras das Gurias” idealizado por Lorena Lacava, 37 anos, gaúcha de Sant’Ana do Livramento formada em Medicina Veterinária, e que reside no estado do Paraná há 8 anos. O projeto conta, hoje, com mais de 20 mil seguidores nas redes sociais, e tem como principalmente objetivo realizar eventos de culinária onde são ministradas aulas sobre a arte do assado.

Lorena conversou com a reportagem do Jornal A Plateia nesta semana, e conta que divide as atividades da medicina veterinária com o marido onde, juntos, prestam atendimento a propriedades rurais. Hoje, o que começou com uma brincadeira na sua vida, tomou uma proporção que ela não esperava e, em quase dois anos de projeto, ela realiza uma média de 10 eventos por mês Brasil afora participando de eventos de culinária e divulgando os ensinamentos para um bom assado. “O grupo começou como uma brincadeira, só com mulheres. A intenção era repassar conhecimento técnico, de como fazer um corte, escolher o tipo de carne e o tempo de fogo. Ou seja, mostrar como acontece o preparo do churrasco desde o campo até o prato. Isso aconteceu há um ano e meio. Hoje, o projeto tomou proporções gigantescas”, conta ela, que integra a Associação Brasileira de Angus.
Lorena, que tem mestrado em Ciência Animal e atualmente cursa Gastronomia, não se limita às carnes e também coloca na brasa pães, massas, queijos e bananas.

O que começou em uma roda de amigos, ganhou uma dimensão bem maior por meio da divulgação nas redes sociais onde Lorena mantém o Canal no Youtube “Churras das Gurias” onde compartilha receitas e dicas com seus seguidores. Embora a aceitação do projeto seja muito grande, existe também a questão do preconceito e da quebra de tabus, por ser uma mulher num ambiente predominante masculino. Para ela, este é um assunto que é hoje é tirado de letra pois nos eventos que ela costuma participar a maioria dos participantes em torno de 60% são homens. Lorena define o projeto Churras das Gurias com as seguintes palavras: “A minha cozinha é primitiva, é carne, é fogo e brasa. Mas também é alma de todas as mulheres da minha linhagem que vieram em mim. É por elas que eu sigo lutando, mostrando que podemos fazer o que quisermos. Não é só fazer o churrasco, é saber de onde vem o produto e entender todo o processo. É respeitar o animal que deu origem a essa proteína. O Churras das Gurias é onde posso oferecer o que eu tenho de melhor para as pessoas, aquilo que me completa. Oferecer com amor a minha gastronomia, sendo mulher do meu jeito. Mulher é fogo, é alma e é força. É o que ela quiser.

Quebrando paradigmas – Eis a questão!

Sempre fui meio “fora da casinha”. Para os conservadores, uma disfuncionada precisando de ajuda psicológica; para outros, adiante do meu tempo. A história está aí