Prefeitura já tem um cronograma para a realização do concurso público 2020

Datas foram apresentadas à juíza Carmem Lúcia Santos da Fontoura, que determinou a realização do certame ainda neste ano

O secretário municipal de Planejamento de Sant’Ana do Livramento confirmou as datas do cronograma firmado entre a Prefeitura e a Justiça Estadual para a execução do concurso público para a Secretaria de Educação. Paralelo a isso existe também a previsão de um concurso para as secretarias da Fazenda, Obras e Agricultura. “Como está se trabalhando nos dois certames é possível que eles vão para a licitação juntos e se tornem um grande concurso público”, afirmou o secretário Miguel Pereira.

Desde agosto de 2019 está tramitando no Planejamento da Prefeitura a expectativa de um concurso para a área administrativa e fiscal. O anúncio fez com que várias empresas de preparatórios começassem a abrir turmas pré-edital, na época, mas o certame não saiu do papel, mesmo com várias entrevistas do ex-secretário da Fazenda, Mulcy Torres, falando da necessidade de ter profissionais de fiscalização na pasta.
Passados seis meses desse primeiro estudo, a falta dos servidores ainda é uma realidade, segundo o novo secretário, Jeferson Rolim. Por esse motivo os trabalhos foram intensificados, mais uma vez. A expectativa do Planejamento é que a licitação da empresa para a realização do processo seja realizada em maio deste ano.
Neste concurso estão previstos os cargos administrativos e de fiscalização da Fazenda como inspetor tributário, caixa executivo e fiscal ambiental. Nas últimas semanas, os profissionais que fazem parte da comissão estudaram a possibilidade de acrescentar outros cargos. Devem ser selecionados técnicos para o Departamento Municipal de Meio Ambiente, Técnico em Informática para o Departamento de Tecnologia da Informação, engenheiros civis para as secretarias de Obras e Agricultura, além de escriturários.

Educação

No início do mês, a juíza Carmen Lúcia Santos da Fontoura, titular da 1ª Vara Cível de Livramento autorizou a contratação dos profissionais selecionados no processo seletivo de 2019 para iniciar o ano letivo de 2020. No mesmo despacho a magistrada cobrou que um concurso fosse realizado ainda neste ano para que profissionais estatutários conduzissem as aulas a partir do ano que vem.
Em um cronograma apresentado pela Prefeitura à juíza, o Executivo coloca como 08 de maio o prazo máximo para a assinatura do contrato com a empresa vencedora para a realização do concurso público. Os prazos apresentados também dispõem sobre outros prazos: a publicação do edital do concurso público até o dia 07 de junho; a realização da prova até o dia 05 de outubro; e a posse até o dia 06 de novembro, por exemplo.

Cargos

O secretário de Planejamento não confirmou quais serão os cargos que serão contemplados no concurso da Educação, porém destacou que só neste ano a Prefeitura contratou em torno de 400 profissionais através do processo seletivo.
O Jornal A Plateia teve acesso ao projeto de contratação da Secretaria de Educação, disponível no site de Apoio ao Poder Legislativo, no qual estavam discriminados os cargos aprovados nesse ano. Entre os cargos estiveram os de professores de português, matemática, história, geografia, artes, técnicas agrícolas, entre outras.

Porém, no universo da Educação, outros profissionais também são de extrema relevância e especula-se que devem estar contemplados nesse certame como, por exemplo, atendente, servente, cozinheiro, educador especial, operário, pintores, entre outros.

Desde que o tema concurso público começou a surgir nos bastidores, outro que está na roda de discussão é sobre o impacto financeiro que a contratação de mais servidores estatutários deve causar. Segundo Miguel Pereira, esse impacto não deve ser sentido. “A menos que precisemos de mais profissionais, caso contrário o impacto vai ser o mesmo”, afirmou.

Rodrigo Evaldt | rodrigo@jornalaplateia.com

Grupo Aplateia