Homem é esfaqueado e morre em parada de ônibus na rua Hector Acosta

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Por volta das 7h30 da manhã desta quarta-feira, dia 12, a Brigada Militar foi informada que havia um homem, possivelmente, sem vida, na rua Hector Acosta, próximo à escola Dr. Élbio.  Ao chegar no local, a guarnição encontrou a vítima, identificada como Rogério Lemos, de 31 anos, caído próximo a um ponto de ônibus.

Ao seu lado, apenas o seu cachorro lhe fazia companhia. Junto ao corpo não foi encontrado nenhum documento que pudesse identificá-lo. Posteriormente, o Instituto Geral de Perícias (IGP) foi acionado para realizar a perícia. Durante o trabalho, os peritos identificaram uma lesão na cabeça, próximo à orelha esquerda, e vários golpes de faca na região do tórax. Essas perfurações, inclusive, foram apontadas pelos agentes como provável causa da morte.

De acordo com moradores da localidade, Lemos era usuário de crack e era visto costumeiramente na região.

Suspeita de homicídio

A Polícia Civil também compareceu ao local e a delegada Giovana Müller comentou que há a possibilidade de se tratar de um homicídio e explicou como o trabalho de investigação será conduzido: “O fato provavelmente aconteceu na madrugada, estamos iniciando o nosso trabalho para buscar a autoria. Já identificamos o corpo, trata-se de um homem aproximadamente 30 anos e possui ficha criminal. A causa da morte foi um golpe de arma branca, vamos verificar se as câmeras das proximidades e apurar quem foi o autor”, comenta.