Curso de piloto de planador do Aeroclube de Bagé é homologado pela ANAC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente do Aeroclube de Bagé, Luiz Antônio Peck Stobbe, anunciou, ontem à tarde, que a entidade obteve a homologação do curso prático Piloto de Planador (PPL) junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), pelo período de cinco anos.
As atividades da entidade foram revogadas em fevereiro de 2017, devido a mudanças no Regulamento Brasileiro de Homologação Aeronáutica (RBHA). Desde então, a diretoria estava realizando adaptações exigidas para a retomada dos voos no local.
A obtenção da homologação é uma luta antiga da entidade. O resultado esperado é comemorado agora, mas com um trabalho que remonta a várias gestões anteriores. Stobbe destaca que “a conquista é de todos nós, desde a corajosa atitude do Cel. Aires Prado, que assumiu uma entidade com a documentação totalmente desatualizada, com equipamentos alienados e emprestados de forma irregular, com a pista excluída do Rotaer e a entidade com a aparência de um abandono total”.
No pleito seguinte, assumiu Eduardo Hidalgo, que ficou por duas gestões à frente do Aeroclube. Neste período, foi possível levar a nave PP-GKN de volta aos céus, além do encaminhamento do PP-FIL para manutenção, em Passo Fundo.
Quando assumiu a gestão, Stobbe passou a utilizar o sistema SEI (Sistema Eletrônico de Informações), agilizando o contato com o Núcleo Regional de Aviação Civil (NURAC), de Porto Alegre, e as gerências em Brasília e Rio de Janeiro. “Instalamos conexão Wi-Fi, o telefone fixo funciona normalmente e temos o gerenciamento da documentação pessoal e funcional do ACB, toda centralizada em equipamento cedido pelo sócio Ícara Cardoso”, conta.
Agora, com a documentação liberada e com a pista SIBK – 11/29, regularizada, demarcada e com a manutenção em dia conseguir retornar ao Curso de PPL. Além de “formar novos pilotos, com segurança e responsabilidade”, o presidente da entidade garante que novas mobilizações devem acontecer em breve, como a busca pela liberação da aeronave Buero 180 – PP-GFP para voo. “Será bem dispendioso e não temos recursos para isso, mas tenho certeza que iremos receber o apoio dos que realizaram o início de sua formação no único Aeroclube na Zona Sul do RGS que continua em atividade e dos amigos que curtem e torcem para que seja também um Aeroclube modelo no nosso Estado”, aponta.
Stobbe adianta, ainda, que, em breve, o aluno pode fazer o curso teórico na modalidade EAD como preparo para a prova na Anac, que será realizada em Porto Alegre. Neste meio tempo, antes ou depois da prova, o aluno pode fazer o CMA, que é o Certificado Médico Aeronáutico. “No caso de planadores é o de 4ª classe, que é o documento exigido para começar a voar. É o certificado que menos exige condições físicas, clínicas, psicológicas e médicas referente ao candidato a Piloto de Planador, das quatro categorias existentes”, explica.

Fonte: Jornal Minuano

Bastidores – Edis Elgarte – 26/09/2020

Olhar acadêmico A comunidade santanense vai poder contar com uma excelente ferramenta de acompanhamento do processo eleitoral que se inicia, regularmente, neste domingo, 17. Sob

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies