Bancada do PT na Câmara pede afastamento de Enrique Civeira das funções de vereador

Civeira foi afastado do comando das Secretarias de Saúde e Geral de Governo pelo MP, em seu carro particular foi encontrado R$10.000,00 sem procedência informada pelo político

A bancada do Partido dos Trabalhadores PT emitiu nota pública solicitando o afastamento de Enrique Civeira também do cargo de vereador, o político foi afastado do comando de suas secretarias pelo Ministério Público.

O prefeito Solimar Charopen Gonçalves (PDT), mais conhecido como Ico, e outros oito membros da administração municipal, incluindo Civeira foram afastados por um período de 90 dias. O grupo é suspeito de atuar como verdadeira organização criminosa para fraudar  concurso e direcionar contratações de professores para a rede municipal com dispensa de licitação,  causando prejuízos de R$ 3,3 milhões aos cofres públicos. Charopen é suspeito de liderar o esquema.

Confira a nota do Partido solicitando a retirada do político que retornou essa semana a Câmara de Vereadores:

“A Bancada do Partido dos Trabalhadores, integrada pelos vereadores Aquiles Pires, Dagberto Reis, Itacir Soares e Leandro Ferreira, vem a público manifestar a sua contrariedade em relação ao retorno à Câmara de Vereadores, do vereador Enrique Civeira, afastado das funções de Secretário Geral de Governo e Secretário da Saúde, por suspeitas de corrupção, apontadas pelo Ministério Público. Entendemos ser o afastamento da função pública extensivo a todo e qualquer cargo, em todos os âmbitos, por isso exigimos da Mesa Diretora do Legislativo uma posição quanto ao retorno do vereador em questão, inclusive com embasamento, parecer ou uma manifestação jurídica. Consideramos que nao é possivel um fiscal do povo exercer sua função primordial , sem poder ingressar na Prefeitura Municipal .Por isso defendemos seu afastamento do cargo de vereador , enquanto perdurarem as investigações do Ministério Publico. Não compactuamos, nem somos coniventes, com atos ilegais e que venham a ferir o principio ético e neste caso , nos reportamos ao inciso III ,do artigo 7 do Decreto Lei 201/67. Aguardamos o imediato posicionamento da direção da Casa Legislativa, para que de forma justa e democrática , seja dado o devido encaminhamento ao caso.
Mais uma vez, com serenidade , nossa bancada reitera o seu posicionamento, sempre em defesa da comunidade santanense, cumprindo seu papel fiscalizador a nós confiado pelo povo desta terra.

Aquiles Pires
Dagberto Reis
Leandro Ferreira
Itacir Soares.”

Foto ilustrativa

Grupo A Plateia