Sérgio Aragon é anunciado como novo administrador da Santa Casa de Livramento

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Por: Murilo Alves

O Secretário de Saúde assume o cargo interinamente após fim do vínculo com o Instituto Salva Saúde

A Santa Casa de Misericórdia de Sant’Ana do Livramento está oficialmente sob a gestão interina do Secretário Municipal de Saúde, Sérgio Aragon. O anúncio foi feito pela Prefeita Mari Machado (PSB) na manhã desta terça-feira, dia 7.

A decisão, segundo Mari, foi com base na falta de prestação de contas por parte da direção do Instituto Salva Saúde, responsável por administrar o hospital desde o dia 24 de maio de 2019.

Ainda de acordo com a Prefeita, uma reunião para a apresentação dos comprovantes das despesas estava marcada para ontem, mas o diretor do Instituto, Jan Christopher, não pode comparecer e justificou-se dizendo que teria perdido o voo para a fronteira. Remarcada para hoje, já com o gestor na cidade, Christopher também não compareceu ao encontro.

Frente a isso, Mari Machado tomou a decisão de empossar Aragon. “A partir do seu não comparecimento, eu vou tomar as atitudes necessárias com relação a necessidade de conhecer os recursos que estão alocados no instituto e que pertencem ao Poder Público”, afirmou.

Aragon foi nomeado Secretário Municipal de Saúde no dia 2 de janeiro junto aos demais membros da nova equipe da Prefeita Mari Machado. (Foto: Marcelo Pinto/AP)

A assessoria da Prefeita informou, através de nota, que medidas judiciais serão adotadas com o fim de garantir a transparência dos recursos repassados pelo Poder Público ao Instituto. Vale lembrar que o contrato ente o município e a instituição encerrou em novembro, ainda assim, o Salva Saúde manteve-se na gestão do hospital por meio de uma chamada pública aberta nos últimos meses de 2019.

A nota ainda afirma que a atual gestão municipal não encontrou nenhum registro sobre essa chamada. Mari garante que irá saldar o pagamento do 13° salário dos servidores da Santa Casa e também dará início ao pagamento da dívida de R$ 820 mil com o corpo clínico.

A dívida da Prefeitura com os médicos é referente ao pagamento de salários de setembro, outubro, novembro e a folha salarial integral até o dia 15 de dezembro. Recentemente um acordo foi firmado entre a administração e os médicos, ficando estipuladas cinco parcelas de R$ 160 mil.