Boi gordo: alta da arroba pode fazer preço do leite subir em 2020, diz CNA

Com preços do boi atingindo patamares recordes, a CNA projeta que descarte de vacas vai aumentar nos próximos meses, com isso, preço do leite poderia subir já em março

As recentes altas da arroba do boi gordo podem impactar o mercado leiteiro nos próximos meses. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) já vê como provável o aumento no descarte de vacas já que o mercado atualmente encontra dificuldade em conseguir animais para abate. Esse fato poderia elevar os preços do leite já em 2020.

“Isso já aconteceu em 2015, onde tinha uma forte pressão (de preço alto) da arroba e produtores, estimulados a realizar o descarte de animais improdutivos ou que não estavam dando retorno, optaram por descartar animais. Com isso, a produção (de leite) sofreu uma queda e os preços melhoraram. Essa é uma das grandes apostas para o cenário no ano que vem”, ressalta o assessor técnico da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da entidade, Thiago Rodrigues.

Relação de troca desfavorável
Segundo ele, além da alta da arroba, outro fator que pode elevar ainda mais o descarte de fêmeas é a alta nos custos de produção. De acordo com a entidade, a relação de troca entre o litro de leite com quilo do concentrado, que representa 30% do custo total do criador, piorou de setembro para outubro. Se antes era possível comprar um saco de ração com 34 litros de leite, em outubro, foi preciso 36 litros do produto.

“O cenário de milho e soja para o próximo ano, apesar da produção recorde, é de um canal de exportação um pouco mais aberto. Isso vai trazer menor disponibilidade dos produtos no mercado interno, elevando a cotação das duas commodities”, afirma. Para ele, a aposta é que essa relação de troca mais desfavorável diminua a margem do produtor leiteiro.

Tendência
A expectativa do assessor técnico é que o mercado do leite continua normal até fevereiro. “Em março, onde normalmente acontece as altas, a gente pode ter, por especulação de mercado ou já sentindo o evento do menor do número de vacas ordenhadas, podemos esperar uma aceleração na retomada de preços pagos ao produtor de leite”, afirma.

Fonte – Canal Rural

Grupo Aplateia

Adicionar Comentário