Relatório da Saúde é aprovado e trabalhadores da Santa Casa recebem salários

Em um clima tenso e após mais de uma hora de discussão, o Conselho Municipal de Saúde de Sant’Ana do Livramento aprovou, com ressalvas, o relatório de gestão do segundo quadrimestre da Secretaria de Saúde, que havia sido desaprovado na semana passada. A medida, segundo o presidente do órgão que reúne representantes da comunidade, Delmar da Rosa, foi para evitar o bloqueio do recurso que deve ser repassado à Santa Casa de Misericórdia para o pagamento dos funcionários.

O bloqueio foi anunciado pelo secretário de Saúde, Enrique Civeira, na semana passada depois que não houve a aprovação do relatório. O tema caiu como uma bomba na Santa Casa e funcionários iniciaram paralisações nos trabalhos.

Santa Casa paga trabalhadores

Nesta quarta-feira (20) o cenário já era totalmente diferente: com o repasse feito ainda durante a manhã pela Prefeitura ao Hospital, os salários já começaram a ser pagos à tarde, segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde.

O pagamento só foi feito após a aprovação com ressalva ainda durante a dessa terça-feira (19), quando o diretor da Santa Casa, o médico Jan Christoph Lima da Silva, participou da reunião do Conselho de Saúde, onde junto com a com a chefe de Contabilidade do Hospital, prestaram esclarecimentos e protocolaram o um plano de trabalho e a prestação de contas parcial, reconhecendo a falha de não terem apresentado em tem hábil os comprovantes da destinação dos repasses ao Hospital.

Presidente do Conselho pediu exoneração de Civeira

Na terça-feira (20), durante a tribuna popular na Câmara de Vereadores, Delmar da Rosa engrossou o verbo dizendo que ninguém quer o mal da Santa Casa, mas que se sente pressionado pelo secretário de Saúde. “Eu sempre tive uma boa relação com todos os secretários de Saúde, só com exceção agora com o secretário Enrique Civeira eu não tenho uma boa relação. Ele foi uma vez no Conselho de Saúde, fez uma fala que algumas pessoas ficaram ofendidas; voltou em uma segunda reunião para fazer um questionamento e depois nunca mais participou das reuniões do Conselho. É a primeira vez na minha vida que eu não vejo um Secretário de Saúde não participar das reuniões do Conselho Municipal de Saúde. E o que eu vejo que o secretário não tem diálogo, ele tem atacado, ataca o conselho, me ataca pessoalmente e isso é para vocês verem: diz que eu não tenho legitimidade”.

Delmar finalizou pedindo a exoneração do secretário Enrique Civeira. “O secretário tem toda a legitimidade de pedir para que eu saia do conselho, assim como eu tenho toda a legitimidade de pedir publicamente que o prefeito municipal exonere o Secretário de Saúde”.

Grupo Aplateia