Diretoria da Fecomércio-RS garante apoio à Reforma Estrutural do Estado

Ao dar sequência à agenda de diálogo, uma das premissas do governo do Estado, o governador Eduardo Leite participou, na noite desta terça-feira (12/11), de uma reunião com a diretoria da Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS) para debater os projetos da Reforma Estrutural do Estado, que devem ser encaminhados à Assembleia Legislativa nesta semana.

Depois de ouvir a explanação, o presidente da entidade, Luiz Carlos Bohn, se declarou “encantado” com o que ouviu e reconheceu a complexidade do plano apresentado. “Esperamos que essas medidas efetivamente aconteçam. O governo pode contar com nosso apoio e, inclusive, com nossa mobilização”, garantiu Bohn.

O governador foi convidado pela entidade para explicar a situação financeira do Estado, que, atualmente, gasta mais do que arrecada. Em um cenário no qual 82% da despesa liquidada até agora, em 2019, está comprometida com pagamento de pessoal, as medidas propostas focam na contenção da despesa vegetativa, em uma reforma da previdência que acompanhe os parâmetros da reforma nacional e na modernização de regimes de trabalho que poderão auxiliar na rotina do serviço público.

Além de apresentar um panorama do cenário de desequilíbrio fiscal, Leite enumerou outras medidas em andamento para reverter esse cenário, como a privatização de estatais, as parcerias com a iniciativa privada e ações motivadas pela Receita 2030, que buscam incentivar investimentos e reduzir custos logísticos, tributários e burocracia no RS.

“Nossa agenda é a da competitividade. O Rio Grande do Sul tem de voltar a ser atrativo e capaz de competir com outros estados brasileiros. Para isso, queremos diminuir custos tributários e de logística e também a burocracia, sem deixar de investir em infraestrutura, educação, saúde e segurança”, explicou.

O governador deixou claro que as medidas trarão benefícios a todos os gaúchos. “Não estamos dourando a pílula. São medidas duras, que pedem a compreensão de toda a sociedade, incluindo os demais Poderes”, detalhou.

Além do governador, estavam presentes, pelo Estado, o secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior, o secretário adjunto da Fazenda, Jorge Tonetto, o subsecretário da Receita Estadual, Ricardo Neves, e o líder do governo na Assembleia, deputado estadual Frederico Antunes.

Grupo Aplateia