Grêmio cresce no segundo tempo e goleia o Santos na Vila Belmiro

Tricolor fez 3 a 0 e foi a 31 pontos no Brasileirão

Grêmio segue irresistível no Brasileirão. Depois de golear Cruzeiro e Goiás nas últimas rodadas, a vítima da vez foi o Santos que, neste sábado (21), foi batido por 3 a 0 na Vila Belmiro. Depois de um primeiro tempo de muita pressão e intensidade dos donos da casa, o Tricolor construiu o placar com gols de Luan — escolhido para iniciar no lugar do lesionado Jean Pyerre —, Pepê e Everton. Trata-se da terceira vitória consecutiva da equipe gremista, que também completou seis jogos de invencibilidade no campeonato, atingindo agora o sétimo lugar na tabela de classificação, com 31 pontos.

Os mandantes partiram para cima desde o começo do jogo. Logo aos 30 segundos, por exemplo, uma troca rápida de passes terminou com Sasha batendo contra o gol gremista. A intensidade era tanta que até o lateral Victor Ferraz apareceu de surpresa na área, cabeceando fraco nas mãos de Paulo Victor. Aos 15, o maior susto, com o goleiro tendo de trabalhar dobrado. Primeiro, espalmando chute forte de fora da área do volante Pituca. No rebote, segurou firme quando Soteldo aproveitou furada em bola de Galhardo.

O escape tricolor, como de costume, era buscar Everton pelo lado esquerdo. Entretanto, pressionado, o time gaúcho tinha dificuldades em trocar mais de dois passes em sequência. A reação só começou nos minutos finais, quando a correria santista diminuiu. Aos 42, Cortez cruzou para Everton, que cabeceou para fora. Minutos depois, uma cobrança de falta lateral gerou bate-rebate na área dos anfitriões, com a bola caindo nos pés de Michel. Mas o volante finalizou sem força, desperdiçando a chance de abrir o marcador antes do intervalo.

Na volta do vestiário, Cortez deu lugar a Juninho Capixaba. Coincidência ou não, o Grêmio melhorou. Aos seis, Everton quase balançou as redes em contra-ataque. Mas, apenas três minutos depois, Luan conseguiu concluir a missão. Justo ele. Em falta frontal, Galhardo acertou a barreira santista, mas a bola encontrou o camisa 7, que não perdoou: 1 a 0.

O gol fez o Santos se abrir completamente, protagonizando ataques de lado a lado. Enquanto Sampaoli lançava mão do centroavante Uribe, Renato sacava Tardelli para colocar Thaciano.

Ao Tricolor, coube buscar contragolpes para tentar ampliar a vantagem. E, depois de desperdiçar algumas chances, Pepê — que entrou no lugar de Luan — tabelou com Everton e completou para o fundo das redes.

Minutos depois, o próprio Cebolinha aproveitaria para dar números finais ao confronto: 3 a 0. Vitória importante, que faz a equipe subir uma posição na tabela e seguir embalada visando ao duelo com o Flamengo, pela Libertadores.

Fonte gauchazh

Grupo Aplateia